close
logorovivo2

COMUNICADO: Detentos anunciam “paralisação pacífica” e pedem intervenção militar

Apenados dizem que situação pode deflagrar violência na cidade e no Estado

FOLHADOSULONLINE

28 de Janeiro de 2019 às 08:41

COMUNICADO: Detentos anunciam “paralisação pacífica” e pedem intervenção militar

FOTO: (folhadosulonline)

Em comunicado enviado ao Folha do Sul Online pelo familiar de um detento que cumpre pena no Presídio Cone Sul, em Vilhena, os apenados anunciam uma “paralisação pacífica”, como forma de protesto contra as condições na unidade.



O site já havia mostrado, esta semana, motins iniciados tanto no complexo prisional quanto na Colônia Penal, onde presas atearam fogo a colchões. Segundo is detentos, a situação está se agravando em virtude da “operação-padrão” deflagrada pelos agentes penitenciários.

 



A correspondência faz acusações graves e alerta que, em virtude da ação dos agentes penitenciários, manifestações mais violentas podem acontecer.

 



Leia abaixo, na íntegra:




COMUNICADO

 



Viemos através desse comunicado informar a todas as autoridades e representantes dos direitos humanos da cidade de Vilhena-RO, que no dia 26/01/2019, nós detentos do Centro De Ressocialização Cone Sul de Vilhena Pavilhão B, iniciaremos uma paralisação pacífica! Vamos buscar nossos direitos e não vamos parar até que as autoridades venham nos atender, através de diálogo e melhorias e dando total atenção! Não vamos responder confere que é feito todos os dias, não vamos sair para o judiciário, não vamos sair para as audiências,fórum e defensoria advogados e etc.. Para que isso pare de acontecer, estamos exigindo algumas coisas, que não são muitas, mas que são nossos direitos, queremos a intervenção militar, já que os agentes estão de greve, estamos sem visita, sem receber nossos familiares, sem ver nossos filhos, estamos sem produtos higiênicos, estamos sem água nas celas, sem ventilação, sem ao menos sair para o banho de sol, estão cortando a luz todos os dias e várias outras coisas! Eles estão fazendo isso para favorecer a greve deles, estão querendo que aconteça a qualquer momento uma grande motim que pode até chegar em uma grande rebelião, e realmente é o que eles querem ! Enfim, esse foi o único jeito de irmos atrás dos nossos direitos. Apesar de estarmos presos e simplesmente pagando pelos  nossos erros, não temos culpa da greve, queremos que o Governo se manifeste com os agentes. Solicitamos a presença dos direitos humanos para que possamos conversar e ter um diálogo, queremos nossas visitas e etc. Se não se manifestarem vão com certeza ter grandes consequências maiores aqui na cidade e no Estado parecidas, como andam acontecendo no Estado do Ceará, pois deixamos bem claro que não é isso que queremos, e sim nossos direitos!



Massa carcerária – Presídio cone Sul VILHENA-RO

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS