close
logorovivo2

CRIME: Polícia indicia homem que comunicou falso roubo de veículo para receber seguro

Depois do suposto crime, dono da picape estava com ela em cidade do Mato Grosso

ASSESSORIA

5 de Dezembro de 2018 às 08:39

CRIME: Polícia indicia homem que comunicou falso roubo de veículo para receber seguro

FOTO: (Divulgação)

A Polícia Civil de Vilhena descobriu que um roubo do veículo registrado no dia 31/10/18 não ocorreu, conforme o delegado responsável pelo caso. Marcelo Rodrigues da Cunha, 46 anos, dono da picape Strada, placa QCY-1068, foi indiciado pelos crimes de comunicação falsa de crime e estelionato, juntamente com seu cunhado, Celso de Souza Melo, 44 anos.



Naquela data, Celso acionou a polícia militar informando que tinha sido vítima de roubo do veículo, uma picape Strada, quando estava vindo de Cotriguaçu/MT para Vilhenam pela BR 174. Segundo ele, nas proximidades de Vilhena, foi abordado por um outro veículo Gol, ocupado por três assaltantes armados. Na ação, os criminosos mandaram a “vítima” correr para o mato sem olhar para trás, e em seguida, levaram a picape sentido Juína/MT.



Após tomar conhecimento do fato, policiais civis iniciaram as diligências para elucidar o crime. Depois do ocorrido, agentes do Sevic em Vilhena tomaram conhecimento de que Celso foi visto dois dias após o roubo, em Cotriguaçu/MT, transitando com o citado veículo. Para a surpresa dos policiais, ontem pela manhã, Marcelo compareceu na Unisp com o mesmo  veículo para dar baixa do roubo no sistema do Detran.



Ao ser inquirido acerca do roubo, ele disse que a Strada tinha sido recuperada em Cuiabá (MT) e voltou a afirmar que seu cunhado tinha sido vítima de roubo em Vilhena. Porém, diante do nervosismo e das contradições apresentadas, ele acabou confessando aos policiais que o crime não tinha acontecido e que a finalidade da simulação era receber a indenização do seguro. O veículo foi apreendido e está à disposição da seguradora.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS