close
logorovivo2

Mulher que matou idoso por overdose de medicamentos sofre nova condenação

Uma das vítimas até hoje apresenta sequelas físicas e psicológicas

FOLHA DO SUL ONLINE

17 de Fevereiro de 2018 às 11:45

Mulher que matou idoso por overdose de medicamentos sofre nova condenação

FOTO: (Divulgação)

O Juízo da 2ª Vara Criminal de Vilhena condenou a uma pena de nove anos e seis meses de prisão a desempregada Raquel Mara Costa, 51 anos, acusada de dopar e roubar idosos na cidade. Ela se apresenta como cuidadora para aplicar golpes contra o patrimônio de suas vítimas. Raquel foi denunciada por dopar idosos com Clonazepam (remédio controlado) e depois roubá-los.

 

Duas das vítimas da mulher foram identificadas como Maria Izabel Ferreira da Silva e Ivani Lopes dos Santos, e o enredo da história era praticamente o mesmo: contrataram os serviços da acusada, foram dopadas e acabaram sendo roubadas. A vítima Maria Izabel até hoje apresenta seqüelas físicas e psicológicas pela ingestão dos medicamentos. A ré já encontra-se presa.

 

MAIS UMA CONDENAÇÃO

 

A atuação criminosa de Raquel Mara vitimou fatalmente o idoso José Bento da Costa, de 86 anos, que morreu por overdose medicamentosa, após ingerir duas pílulas de clonazepam. O crime aconteceu em agosto do ano passado e pela ação, Raquel foi condenada a 24 anos de prisão. A pena aumentou porque a vítima morreu e ainda teve os pertences roubados, caracterizando crime de latrocínio, com o agravante de idoso ter mais de 60 anos.

 

Em juízo, Raquel confessou todos os crimes e disse que era viciada em drogas. O crime era a forma de ganhar dinheiro para sustentar o vício.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS