close

TRANSPOSIÇÃO: Em reunião, Sindsef cobra revisão de enquadramento NA-NI

Entre os pontos levantados pelos sindicalistas e parlamentares, contestaram sobre uma previsão de quando iniciará a revisão de enquadramento dos servidores de Nível Auxiliar para Nível Intermediário

ASSESSORIA

14 de Fevereiro de 2020 às 15:13

TRANSPOSIÇÃO: Em reunião, Sindsef cobra revisão de enquadramento NA-NI

FOTO: (ASSESSORIA)

Dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef estiveram presentes na reunião que tratou sobre os entraves da transposição dos servidores do Ex-Território, juntamente com demais lideranças sindicais, bancada Federal de Rondônia, presidente da CEEXT, gestores e técnicos Ministério da Economia.



Entre os pontos levantados pelos sindicalistas e parlamentares, os diretores do Sindsef, Joana Darc (Assuntos Jurídicos), Wilton Marques (Reforma Agraria), Herclus Coelho (Formação Sindical) e o advogado Felippe Pestana, contestaram sobre uma previsão de quando iniciará a revisão de enquadramento dos servidores de Nível Auxiliar para Nível Intermediário. No ano passado, conforme orientação do próprio Ministério da Economia, o Sindef recolheu documentação dos servidores para revisão. No entanto, os processos permanecem aguardando e os servidores continuam sendo prejudicados com perdas salariais.

 

Outro ponto questionado pelo Sindsef foi a divergência quanto a exigência das cinco avaliações para que o transpostos passe a ter o direito a incorporar as gratificações na aposentadoria, apesar de haver uma portaria do Governo informando que não haverá avaliações. Em resposta, o Secretário Especial Adjunto do Ministério da Economia, Gleisson Rubin, solicitou que o questionamento seja formalizado pelo Sindsef.

 

A reunião teve como resultados alguns compromissos assumidos pelos gestores e técnicos do Ministério da Economia, Gleison Rubin (secretário especial de Desenvolvimento e Gestão), Fabiano Araújo (consultor jurídico) e Jamison França (presidente da Comissão dos ex-Territórios).

 

 

Dentre eles:

 

Revogar o artigo 33 da portaria nº 8.382, de 31 de outubro de 2019, que impede o processo administrativo de transposição dos servidores dos ex-territórios de serem analisados quando existir ação judicial em andamento.

 

Rever a situação dos professores considerados leigos que tiveram o requerimento de transposição indeferidos;

Revisar o enquadramento no Nível Intermediário dos técnicos que ingressaram com Nível Auxiliar;

Regulamentar a transposição dos servidores aposentados e pensionistas;

 

Diante disso, o Sindsef já está trabalhando na formalização do documento sobre as avaliações dos servidores e continuar acompanhando o desenvolvimento de todos os pontos observados na reunião para garantir o cumprimento e o direito dos servidores transpostos.

 

Em reunião sobre Transposição, Sindsef cobra revisão de enquadramento NA NI e questiona exigência de 5 cincos para incorporação de gratificação na aposentadoria

 

 

INSALUBRIDADE

 

Na ocasião, os diretores também buscaram apoio da bancada federal para garantir aos servidores do Ministério da Saúde, que atuam no combate a malaria, dengue e outras endemias, o pagamento do retroativo referente a janeiro, fevereiro e março de 2019, do adicional de insalubridade, que ficaram para ser pago em dezembro de 2019, porém ainda não foi efetivado.

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS