close

DTM: Como saber se a sua dor é provocada por uma Disfunção Temporomandibular

“O primeiro passo é se submeter a uma avaliação com três especialistas – um neurologista, um otorrino e um odontólogo”, afirma Bruno Miranda, odontólogo

EMÍLIA ARAÚJO - BLOG DE PONTA CABEÇA

12 de Fevereiro de 2020 às 16:15

DTM: Como saber se a sua dor é provocada por uma Disfunção Temporomandibular

FOTO: (Divulgação)

Você sabia que o Disfunção Temporomandibular (DTM) causa dor facial, estalido ao mastigar ou até mesmo uma dor de cabeça frontal constante, que não é enxaqueca? O odontólogo Bruno Miranda, da Cliom, explicou ao Blog de Ponta Cabeça como detectar esse problema e como o paciente deve proceder para resolver a situação de forma definitiva.

 

 

De acordo com o especialista, essa condição pode ser consequência de uma má oclusão mandibular (fechamento) causado por dente torto, ausência de dente e/ou prótese mal adaptada. “Quando o paciente faz uma reabilitação com implante e esse não fica bem posicionado pode ocasionar uma DTM, por exemplo”, diz.

 

Como saber se tem DTM?

 

O primeiro passo é se submeter a uma avaliação com três especialistas – um neurologista, um otorrino e um odontólogo. O neuro analisará se a dor não está relacionado a sua área de atuação. Descartado, o paciente é encaminhado para o otorrino e, caso seja negativado nesse especialista, ele será avaliado pelo dentista.

 

“Normalmente, quando o paciente vem para mim, encaminho, primeiramente, para esses outros profissionais. Se for constado que a dor é em decorrência de oclusão, início o tratamento”, declarou.

 

Tratamento

 

Inicialmente, o paciente é medicado para sanar o incômodo. Em seguida começa o tratamento propriamente dito. “Caso a pessoa tenha uma oclusão boa (mordida), o problema pode estar relacionado ao estresse, que provoca, de forma involuntária, um apertamento noturno, forçando a articulação da região da boca e, com o tempo, vai se tornando mais grave.

 

De acordo com Bruno Miranda, se o que está provocando a dor é a oclusão, é indicado o uso do aparelho para corrigir a posição dos dentes ou uso de uma placa para posicionar a mordida corretamente. “Mas isso é para quem tem a dentição completa, se não tem, é preciso colocar os dentes que faltam”, explica.

 

Botox

 

Muito se fala no uso da toxina botulínica para sanar o problema, mas o odontólogo afirma que essa substância serve apenas como paliativo e não como tratamento. “A toxina vai somente relaxar os músculos e o paciente sentirá menos dor na região”.

 

@blogdepontacabecaoficial

@emilia.jornalista

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS