close

SINJUR - Justiça de RO: condecoração máxima, consideração mínima com os servidores

Para o Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário (SINJUR), essa condecoração máxima passa ao largo da realidade vivenciada por uma expressiva parcela dos trabalhadores do Judiciário

ASSESSORIA

3 de Dezembro de 2019 às 08:27

SINJUR - Justiça de RO: condecoração máxima, consideração mínima com os servidores

FOTO: (ASSESSORIA)

Recentemente, o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia recebeu o Prêmio Diamante de Qualidade concedido pelo Conselho Nacional de Justiça, durante o XIII Encontro Nacional do Judiciário, realizado no dia (25/11) em Maceió – AL, que atesta excelentes números obtidos com a produção laboral, gestão administrativa e judiciária, produção de dados estatísticos e transparência das informações.

 

Apesar de o Judiciário rondoniense ter superado a pontuação relativa e alcançado 986 pontos, a maior entre todos os Tribunais de Justiça do Brasil, e virar destaque em sites de notícias, o tratamento que a Administração do TJRO têm oferecido aos servidores do Poder Judiciário nem de longe se assemelha ao lindo brilho de um diamante.

 

Para o Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário (SINJUR), essa condecoração máxima passa ao largo da realidade vivenciada por uma expressiva parcela dos trabalhadores do Judiciário, verdadeiramente marcada pela desvalorização e o desrespeito a diversos direitos, a exemplo do não reajuste do auxílio transporte. A matéria divulgada pelo Poder Judiciário não fez menção ao estratosférico índice de adoecimento, consequência da escassez de mão de obra (apesar de ainda haver concurso em vigor) e da cobrança extremada relativa ao cumprimento de metas.

 

Nesse contexto, a atual gestão do Sinjur vem alertando e promovendo protestos ordeiros no intuito de demonstrar à Administração do Tribunal o cenário de insatisfação geral dos trabalhadores. Foi nesse norte que se deu o manifesto do dia 14/10, que mobilizou servidores na capital e nas Comarcas do interior; foram vestidos de preto e empunhando cartazes com palavras de ordem.

 

Para o Sindicato, o maior capital do TJRO é o seu quadro de pessoal, pois é dele que advêm a energia motriz que entrega a prestação jurisdicional. Somente com os direitos respeitados é que se manterá um quadro engajado e motivado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS