close

ANTIGO TERMINAL : Ex-ferroviários , moradores  e comerciantes debatem utilização do espaço em reunião no MP/RO

Foi através de uma denúncia impetrada pela Associação dos ex-Ferroviários que o Ministério Publico Estadual tomou conhecimento da situação de abandono do local

RONDONIAOVIVO - JOÃO PAULO PRUDÊNCIO

11 de Outubro de 2019 às 14:44

ANTIGO TERMINAL : Ex-ferroviários , moradores  e comerciantes debatem utilização do espaço em reunião no MP/RO

FOTO: (Divulgação)

Uma reunião promovida nesta última quarta-feira (8/10) no gabinete da 17º Promotoria de Justiça, Habitação, Urbanismo e Patrimônio Histórico, Cultura e Artístico, reuniu representantes da prefeitura de Porto Velho, Ministério Público Estadual e Associação dos ex-Ferroviários, moradores e comerciantes  para discutir  o futuro do antigo terminal de ônibus da capital rondoniense.

 

Foi através de uma denúncia impetrada pela Associação dos ex-Ferroviários que o Ministério Publico Estadual tomou conhecimento da situação de abandono do local, que teve parte de sua estrutura tomada por moradores de ruas, que montaram barracas e transformaram o espaço em um ponto de consumo de drogas.

 

O medo da comunidade que vive ao entorno dessa região, uma grande parte idosos que ajudaram na construção do município, se tornou rotineiro. A estrutura é grande, porém até os dias atuais não foi utilizada de forma efetiva pela atual gestão municipal.

 

O que pode ser feito

 

Na reunião, o secretário geral de governo da prefeitura de Porto Velho, Sr. Basílio Leandro, afirmou que após estudos de viabilidade ficou-se constatado que o local não suporta a instalação de um Terminal de Integração, além de não haver necessidade de tal empreitada atualmente.
 

Para o secretário, o melhor a se fazer é a instalação da Feira do Produtor Rural no local e acomodação dos informais que atualmente trabalham na praça Jonatas Pedroza, no Centro da cidade. Parte da estrutura seria utilizada para o acesso de ônibus que levariam a comunidade ao novo espaço, porém sendo utilizado apenas como um ponto comum e não como terminal, o que imediatamente foi contestado pelos representantes da Associação dos ex-ferroviários relatando que  a situação ficou insustentável  pela falta de acessibilidade ao transporte público imposta pelo Município de Porto Velho, que desativou o terminal e deixou os moradores sem nenhuma parada de ônibus no local, e que o local virou um ponto de violência  de toda a natureza,tráfico de drogas, furtos da fiação subterrânea da vila ferroviária , e  conseqüentemente   facilitando o arrombamento de quiosques e roubos nas residências  do entorno do terminal e da vila ferroviária.

 

Como deve ser feito

 

O promotor de Justiça, Jesualdo E. Leiva de Farias, garantiu que todo o trabalho nessa área deverá seguir os meandros necessários para garantir um serviço adequado e consistente à comunidade, garantindo assim o comprometimento do Secretário da Prefeitura  SR. Basílio Leandro em adotar todas as providencias cabíveis para amenizar os problemas dos moradores  até que se façam  as obras definitivas no local.

 

Deliberações

 

Ao final o Secretário Geral da Prefeitura  Basílio Leandro  informará no prazo de 5 dias á Promotoria de Justiça  sobre as definições das providencias  a serem adotadas  na área , tão logo se reúna com os demais representantes das Secretarias competentes , ainda essa semana para discutir as possibilidades  discutidas na reunião que é a retirada dos usuários de drogas, limpeza do local,retorno das paradas de ônibus no antigo terminal, instalação elétrica por via aérea na vila ferroviária  e policiamento ostensivo. Ao final da reunião os moradores agradeceram a atuação do promotor de justiça dr.  Jesualdo Leiva de Farias e do representante da Prefeitura Sr. Basilio Leandro.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS