close

CONFIRA A LISTA: Os 10 carros que mais perderam valor no 1° semestre de 2019

Fiat Toro teve depreciação de 18,06%, segundo levantamento da KBB Brasil. Ford (com quatro modelos), Renault e Citroën completam a lista

ASSESSORIA

31 de Julho de 2019 às 15:54

CONFIRA A LISTA: Os 10 carros que mais perderam valor no 1° semestre de 2019

FOTO: (Divulgação)

Os primeiros seis meses de 2019 foram positivos para o mercado automotivo. Afinal, a venda de automóveis e carros comerciais leves obteve crescimento de 10,8% em relação ao mesmo período de 2018, de acordo com a Fenabrave.

 

Por isso, como forma de ajudar o consumidor a realizar uma compra mais consciente, a KBB Brasil, site referência em precificação de carros novos e usados, levantou os 10 automóveis que mais perderam valor no primeiro semestre do ano.

 

O trabalho é baseado em veículos com ano/modelo 2019, vendidos como zero-quilômetro entre janeiro e junho deste ano e que já possuíam ofertas no mercado de seminovos em janeiro. Mais de 400 versões foram analisadas.

 

Nesse estudo, foi aplicado o conceito de depreciação por modelo, levando em consideração um índice ponderado que atribui pesos diferentes às versões, conforme seu volume de vendas.

 

A depreciação usa o valor do veículo zero-quilômetro em um período determinado em relação a seu atual valor residual, sempre considerando o mesmo ano/modelo – e sem o mesmo rigor de sua definição contábil, que tem regras muito estritas.

 

Entre os carros analisados, as montadoras Fiat e Ford são as que mais apresentaram modelos que mais perderam valor nos primeiros seis meses de 2019.

 

As duas primeiras posições são da italiana Fiat, com a picape Toro tendo a maior perda de valor: 18,06%. Em seguida, vem a Strada, com 17,83%.

 

A norte-americana Ford aparece com três modelos entre o 3º e 5º lugar. O Focus Fastback conta com índice de 17,76%, seguido pelo Focus, com 16,18%, e do KA Sedan, com taxa de depreciação de 15,91%.

 

A italiana Fiat retorna à lista com o Weekend, em 6º lugar, com queda de 15,47% de seu valor. A Renault também aparece no ranking com o modelo Duster Oroch, que conta com 14,73% de depreciação.

 

Completam a lista a Ranger, com 14,70%; o Citroën AirCross, que perde 14,48%; e o Grand Siena, com queda de 14,35%.

 

 

Big Data

 

A KBB utiliza tecnologias de análise de dados e Big Data para produzir os levantamentos de precificação e desvalorização de veículos novos e usados. Os valores aqui presentes são gerados por meio de um complexo algoritmo, que analisa diversos fatores de comportamento do mercado automotivo brasileiro, além de seguir uma rígida análise de especialistas. A empresa atua com o propósito de conscientizar os consumidores na compra e venda de carros a partir da determinação de preços justos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS