close

ARREPENDIDA: “Nenhuma mãe aceitaria”, diz mulher acusada de agredir servidora do Cosme e Damião

Ela afirma que deram medicação errada para a filha dela e após fazer um B.O sobre o ocorrido passou a ser destratada por funcionários

RONDONIAOVIVO

25 de Junho de 2019 às 15:21

ARREPENDIDA: “Nenhuma mãe aceitaria”, diz mulher acusada de agredir servidora do Cosme e Damião

FOTO: (Divulgação)

Um caso de agressão envolvendo a mãe de uma criança de onze meses que se identificou pelo nome de Lourdes Simão, e uma técnica de enfermagem que estava de plantão no hospital pediátrico Cosme e Damião, está sendo apurado pela Polícia Civil em Porto Velho (RO).

 

VEJA MAIS

 

 

O fato ocorreu neste último final de semana. Lourdes estava com sua filha internada na unidade médica, a criança tinha pneumonia e seu quadro de saúde inspirava cuidados. De acordo com ela, deram uma medicação com nome trocado para sua filha, fato que a levou a registrar uma ocorrência na polícia.

 

Depois disso comecei a ser tratada com desprezo pelas técnicas de enfermagem. Fui reclamar para a enfermeira chefe e quando retornei para o quarto ela estava falando que ia chamar a polícia. Eu me estressei e acabei avançando nela”, afirmou Lourdes.

 

O repórter William Ferreira “Homem do Tempo” conversou com Lourdes que relatou a sua versão sobre o que aconteceu no dia da confusão. A secretaria estadual de saúde e a direção da unidade estão apurando o caso e as medidas serão tomadas dentro da legalidade, isso de acordo com informações repassadas pela assessoria da SESAU/RO. 

 

Após o tumulto Lourdes saiu do hospital sem que sua filha ainda tivesse recebido alta médica.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS