close
logorovivo2

MANIFESTAÇÃO: Sintero e IFEs reúnem milhares de pessoas no dia da Greve Nacional

Para Lionilda Simão - presidente do Sintero, a mobilização superou as expectativas do sindicato. Porém, ela ressaltou que a luta deve continuar em defesa da educação

ASSESSORIA SINTERO

16 de Maio de 2019 às 14:26

MANIFESTAÇÃO: Sintero e IFEs reúnem milhares de pessoas no dia da Greve Nacional

FOTO: (Divulgação)

Neste dia 15 de março, dia da Greve Nacional da Educação, o Sintero em parceria com a UNIR (Universidade Federal de Rondônia), IFRO (Instituto Federal de Rondônia) e outras categorias participaram de Ato Unificado em Porto Velho e no interior contra o desmonte da educação e a Reforma da Previdência.



Milhares de pessoas, sendo professores, estudantes, sociedade civil organizada e comunidade em geral aderiram à paralisação, convocada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).



Ao longo de todo o dia, o Sintero desenvolveu uma programação que iniciou logo pela manhã com a montagem de grupos para atuar em pontos estratégicos da capital rondoniense com objetivo de coletar assinaturas do abaixo assinado da CUT (Central Única dos Trabalhadores) contra a PEC 06/2019.



Foram realizados pit stop com panfletagens de materiais com informações referentes ao corte de 30% na verba das Universidades Públicas e Institutos Federais, o congelamento de gastos para a educação por 20 anos e o fim do pensamento crítico, por meio de cortes de recursos para as disciplinas de Sociologia e Filosofia.



As Regionais do Sintero, espalhadas pelo interior de Rondônia, também fizeram pit stop com distribuição de materiais informativos, passeatas e realizaram aulas de cidadania nas ruas e nas praças dos municípios em parceria com a UNIR e o IFRO.



Em Porto Velho, os trabalhadores em educação se concentraram na sede do sindicato para participar do ato unificado com outras instituições. A grande passeata teve início às 16h, saindo da Praça das Três Caixas D’Águas e reuniu cerca de 5 mil pessoas. Cartazes com frases de ordem como "Menos cortes. Mais investimentos" e “Contra o desmonte da educação” puderam ser observados durante o movimento.



Para Lionilda Simão - presidente do Sintero, a mobilização superou as expectativas do sindicato. Porém, ela ressaltou que a luta deve continuar em defesa da educação. “Ficamos muito felizes com o envolvimento da sociedade nesse grande movimento. Continuaremos a lutar por uma educação de qualidade, laica e que esteja a serviço do povo brasileiro. Não vamos tolerar que esse Governo continue a retirar recursos da educação básica e superior, pois é através da educação que garantimos o desenvolvimento do nosso país”, disse.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS