close
logorovivo2

TRANSPORTE ESCOLAR: Prefeitura pede mais 15 dias e comunidade anuncia bloqueio da BR-364

O bloqueio foi confirmado para as 07h, desta terça-feira (9), na altura do distrito de Extrema de Rondônia e contará com a participação dos pais dos alunos prejudicados, a maioria moradora da área rural

RONDONIAOVIVO - JOÃO PAULO PRUDÊNCIO

8 de Abril de 2019 às 17:22

Moradores da região da Ponta do Abunã, área que integra os distritos portovelhenses de Fortaleza do Abunã, Vista Alegre, Nova Califórnia e Extrema de Rondônia, anunciaram através de um manifesto público que irão obstruir a BR-364 na região em protesto à ingerência municipal que deixou aproximadamente 4 mil crianças sem condições de iniciarem o ano letivo pela falta do serviço de transporte escolar.

 

O bloqueio foi confirmado para as 07h, desta terça-feira (9), na altura do distrito de Extrema de Rondônia e contará com a participação dos pais dos alunos prejudicados, a maioria moradora da área rural.

 

VEJA MAIS:

 

TRANSPORTE ESCOLAR: Prefeito em Brasília e estudantes perdem mais uma semana de aulas

 

PREJUDICADOS: Alunos da zona rural de Porto Velho sofrem com a falta de transporte escolar

 

Na semana passada a comunidade chamou a Prefeitura de Porto Velho para uma audiência pública que debateria a problemática, porém, mesmo com a participação de diversos órgãos públicos, prefeitura da capital não participou do encontro.

 

De acordo com o secretário ele não foi, pois foi convidado em cima da hora e sua chegada até o ponto onde foi realizada a reunião seria possível apenas de avião, já que a distancia da capital para a sede de Extrema é de 328 quilômetros, mesmo dentro de uma mesma cidade.

 

Em entrevista coletiva concedida na tarde desta segunda-feira (8), o secretário da SEMED, Marcos Felix, afirmou que daqui a 15 dias os alunos poderão ir à escola. Esse mesmo prazo já havia sido anunciado na última segunda-feira (1).

 

Fechamento

 

Pedimos paciência à população, estamos fazendo todo o esforço possível, se acontecer o fechamento da BR o prejuízo é muito grande para o Estado. Pedimos esse voto de confiança”, afirmou Márcio Felix.

 

A subsecretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento garantiu que irá reparar as estradas e linhas que se encontram em situação precária para garantir que os ônibus escolares possam buscar os estudantes.

 

Na tentativa de evitar o fechamento da rodovia, o secretário de Educação irá com uma equipe da prefeitura até Extrema de Rondônia para conversar com a comunidade. O fechamento desse ponto de Rondônia veda o acesso via terrestre do Acre para outros estados do país e prejudica diretamente a sua economia.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS