close
logorovivo2

INCÊNDIO: Simulado de emergência mobiliza servidores e magistrados do TJRO

O evento será coordenado pela Assessoria Bombeiro Militar do Tribunal de Justiça de Rondônia

COMUNICAÇÃO TJ

19 de Fevereiro de 2019 às 11:02

INCÊNDIO: Simulado de emergência mobiliza servidores e magistrados do TJRO

FOTO: (Divulgação)

Exercícios para criar rotinas comportamentais e de atuação em caso de sinistros serão aplicados durante o simulado para treinamento de magistrados, servidores e prestadores de serviço. O evento será coordenado pela Assessoria Bombeiro Militar do Tribunal de Justiça de Rondônia, amanhã, 20 de fevereiro. Todas as recomendações estão no link Simulado de Evacuação.

 

Além da prevenção, fator essencial na segurança de edificações, o simulado tem por objetivo avaliar o comportamento das pessoas em situações de emergência.

 

Nos procedimentos para o simulado, apitos ou alarmes em pequenos intervalos de tempo, com diversas funções, serão acionados a partir das 16h30. O primeiro alarme significa alerta e análise da situação. Indica a ocorrência de uma emergência em algum andar. Somente os brigadistas sairão para avaliar se houve alguma emergência em seus respectivos andares. Os servidores devem permanecer em seus locais de trabalho.

 

Ao soar o segundo alarme, os brigadistas se reunirão em seus respectivos andares para receberem instruções do líder. Já o terceiro alarme representa a necessidade de abandono da edificação. Neste momento, orientados e liderados pelos brigadistas de cada andar, todos devem sair de seus locais de trabalho e se dirigirem ao ponto de encontro, localizado na lateral da entrada principal da Assembleia Legislativa, na Av. Farquar, e aguardar as orientações.

 

No último dia 7, o próprio presidente do TJRO, desembargador Walter Waltenberg, fez um teste de evacuação, por meio de rapel, como preparativos para a atividade. “Nossa preocupação é com a segurança de todos, por isso o empenho em seguir as orientações de especialistas do Corpo de Bombeiro Militar desde a adoção de adequações às normas técnicas até os exercícios mais complexos que serão desenvolvidos durante o Simulado”.

 

 

 

 

Técnicas que podem salvar vidas

 

O Servidor Marcos Antônio de Moraes, da 1ª Vara Cível de Vilhena-RO, chefe da Brigada, foi surpreendido numa reunião de família, em sua residência, quando o filho de um amigo seu engasgou-se com um brinquedo.

 

Ao perceber que a mãe da criança, visivelmente nervosa, tentava desengasgá-la de maneira incorreta, ele se aproximou e segurou o menino, de apenas um ano de idade, no colo.

 

Quando eu cheguei perto, vi uma mãe desesperada, tentando ajudar seu filho que vomitava e se debatia, sem resultados positivos. Imediatamente procedi a manobra de Heimlich, que aprendi no curso de brigadista e que consiste em colocar a criança deitada de bruços, inclinada e, após manobras com pequenos tapas nas costas, pressiona-se o diafragma. Foi o suficiente para expulsar o objeto e liberar as vias aéreas. A criança respirou, chorou e eu, aliviado, entreguei-a de volta para a mãe”, relatou o brigadista.

 

Para Marcos, "a formação de brigadistas no TJRO é uma oportunidade de ajudarmos a livrar pessoas de situações difíceis, não somente no ambiente de trabalho, onde se passa grande parte do tempo, mas no nosso convívio social e familiar”.

 

Marcos de Moraes se reúne ordinariamente, uma vez por mês, com os brigadistas da comarca de Vilhena. “Estamos sempre fazendo reciclagem dos procedimentos que aprendemos durante o curso e, nessas situações, percebemos a importância de, continuamente, relembrarmos e treinarmos as técnicas.”

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS