close
logorovivo2

FINANÇAS: Governo injeta R$ 580 milhões com pagamento do 13º a partir de sexta-feira

A informação foi prestada nesta terça-feira (20) pelo secretário Franco Ono, titular da Secretaria de Finanças (Sefin)

SECOM

20 de Novembro de 2018 às 14:47

FINANÇAS: Governo injeta R$ 580 milhões com pagamento do 13º a partir de sexta-feira

FOTO: (Divulgação)

Já está tudo pronto para o pagamento das folhas de novembro, dezembro e do 13º salário dos servidores públicos de Rondônia, que vai injetar R$ 580 milhões na economia local a partir desta sexta-feira (23). A informação foi prestada nesta terça-feira (20) pelo secretário Franco Ono, titular da Secretaria de Finanças (Sefin), que destacou o esforço do Governo em honrar seus compromissos, em que pese o momento de dificuldade da economia do País.

 

Segundo ele, nesta sexta-feira já será paga a folha de novembro, seguida do 13º salário que estará à disposição dos servidores no próximo dia 30. O desembolso do Executivo se encerra com o pagamento da folha de dezembro que já está programada para sair dia 21, antes das festas do natal, prometendo movimentar o mercado varejista com R$ 230 milhões no momento da festa.

 

Para Ono, o esforço do Governo do Estado é, na verdade, uma estratégia para atender as expectativas dos servidores, que planejam suas compras, viagens e festas de fim de ano, e também, do sistema de comércio que planeja suas ações e promoções para atender bem e vender bem, fator fundamental para girar a roda da economia, que serve e impulsiona todo o segmento.

 

Indagado sobre a importância do desempenho do Estado de Rondônia, no 2º lugar no ranking da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), que avaliou a situação fiscal de todos os entes, Franco Ono disse simplesmente, que tudo é resultado de um grande esforço do Governo e de sua equipe econômica, desde o início, sob o comando do auditor fiscal Wagner Garcia na Sefin, que fez um trabalho exemplar no sistema de arrecadação, criando alternativas para recebimento de dívidas e inovando os procedimentos, sem perder de vista as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), equilibrando bem receitas e despesas.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS