close

EXAME DE SANGUE: Hemograma, médica da Astir explica sua importância

Ela diz que hemograma completo é um exame de sangue

ASSESSORIA ASTIR

25 de Junho de 2018 às 08:19

EXAME DE SANGUE: Hemograma, médica da Astir explica sua importância

CB PM Alan Mota – diretor executivo da Astir FOTO: (Assessoria Astir)

A médica, Daniele Bergamaschi, explica a importância do exame de sangue HEMOGRAMA como suporte para diagnóstico de várias patologias apresentadas por diversos pacientes.

 

Ela diz que hemograma completo é um exame de sangue. O hemograma completo é um exame de sangue para avaliar sua saúde de maneira geral e identificar possíveis desordens, como anemia, infecções e leucemia. O hemograma completo pode ser chamado simplesmente de "hemograma", pois não existe hemograma que não seja completo.

 

O teste identifica diversos componentes do sangue e mostra se estão em níveis normais, como:

  • Glóbulos vermelhos, células que carregam oxigênio
  • Glóbulos brancos, células que combatem infecções
  • Hemoglobina, a proteína que carrega o oxigênio para os glóbulos vermelhos
  • Hematócritos, porcentagem de volume que os glóbulos vermelhos ocupam no sangue
  • Plaquetas, que ajudam na coagulação do sangue
  • Contagem diferencial de glóbulos brancos
  • Volume corpuscular médio, que é a média dos volumes das hemácias
  • Hemoglobina corpuscular média, que é a quantidade de hemoglobina presente nas hemácias
  • Concentração de hemoglobina corpuscular média, que é a concentração de hemoglobina em uma hemácia

 

Resultados acima ou abaixo do normal podem relevar que algum processo não está funcionando como deveria no organismo.

 

 

Quando o exame é pedido:

 

O hemograma completo é o exame de sangue mais comuns dos consultórios. Ele pode ser feito para diagnosticar:

 

 

O hemograma completo também pode ser usado para checar:

 

  • Se o corpo está reagindo bem a um tratamento medicamentoso ou com radiação
  • Se os valores estão saudáveis antes de uma cirurgia ou procedimento
  • Quantidade de sangue perdida em uma hemorragia

 

Por avaliar as características de diversas células sanguíneas, o hemograma completo também pode ajudar a diagnosticar outras condições, como uma alergia ou asma.

 

Caso a pessoa não apresente qualquer sintoma, o hemograma completo pode ser pedido apenas como um exame de rotina.

 

 

Contra indicações

 

Não existem contra indicações expressas para um hemograma completo. No entanto, o médico ou médica pode dizer se você está apto a fazer o teste ou não.

 

 

Grávida pode fazer?

 

Não há contra indicações para a realização do hemograma completo durante a gravidez.

 

 

Preparo para o exame

 

Não há nenhuma recomendação especial para realizar um hemograma completo. Você poderá comer e beber normalmente antes e depois do exame. Se a amostra de sangue for usada para outros testes, o médico ou médica dará as recomendações necessárias.

 

 

Como é feito

 

Em um hospital ou laboratório, o hemograma completo é realizado por um profissional de saúde da seguinte forma:

 

  • Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
  • O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
  • A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue
  • O sangue coletado na seringa e colocado em um tubo
  • O elástico é removido e uma gaze é colocada no local em que o profissional de saúde inseriu a agulha, para impedir qualquer sangramento. Ele ou ela pode fazer pressão sobre a bandagem para estancar o sangue
  • Uma bandagem é colocada no local.;)

 

Tempo de duração do exame

 

Um hemograma completo leva poucos minutos para ser realizado.

 

Recomendações pós-exame

 

Não há nenhuma recomendação especial após o exame. O paciente pode fazer suas atividades normalmente. Caso a amostra de sangue seja utilizada para outros testes que exigiam jejum, o paciente poderá se alimentar após a coleta.

 

Periodicidade do exame

 

Não há uma periodicidade para se realizar um hemograma completo. Tudo dependerá das orientações do médico e da presença ou ausência de doenças que devem ser acompanhadas pelo exame.

 

Riscos

 

Os riscos envolvidos na realização de um hemograma são extremamente raros. No máximo, pode haver um hematoma no local em que o sangue foi retirado. Em alguns casos, a veia pode ficar inchada após a amostra de sangue ser recolhida (flebite), mas isso pode ser revertido fazendo uma compressa várias vezes ao dia.

 

Pessoas que utilizam medicamentos anticoagulantes ou tem problemas de coagulação podem sofrer com um sangramento contínuo após a coleta. Nesses casos, é importante informar o profissional de saúde do problema antes da coleta.

 

Resultados

 

Um hemograma completo dá informações importantes sobre os tipos e números de células do sangue, especialmente glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

 

 

Os valores podem variar de laboratório para laboratório, para saber se está dentro das faixas, verifique a referência em seu exame. Além disso, somente o médico ou médica poderá avaliar os resultados, levando em conta sua saúde e outros fatores. Isto significa que um valor dentro ou fora do normal pode ter outro significado.

 

A gravidez pode alterar esses valores sanguíneos. O médico irá conversar sobre as faixas normais durante cada trimestre da sua gravidez.

 

Resultados anormais

 

Glóbulos vermelhos ou hematócritos altos podem ocorrer devido a:

  • Desidratação
  • Doença renal com alta produção de eritropoietina
  • Baixo nível de oxigênio no sangue por um longo tempo devido a doença cardíaca ou pulmonar
  • Policitemia vera
  • Tabagismo.

 

A contagem de glóbulos vermelhos ou hematócritos abaixo do normal é chamada anemia. Pode ser devido a:

  • Anemia
  • Doenças auto-imunes, como lúpus eritematoso ou artrite reumatóide
  • Hemorragia
  • Insuficiência de medula óssea (por exemplo, a partir de radiação, infecção ou tumor)
  • Doença renal crônica
  • Hemólise
  • Leucemia e outros cânceres do sangue
  • Infecções de longo prazo, como a hepatite
  • Má alimentação e nutrição, causando deficiência de ferro, folato, vitamina B12 ou vitamina B6
  • Mieloma múltiplo.

 

A contagem de glóbulos brancos abaixo do normal é chamada leucopenia. Pode ser devido a:

  • Doenças auto-imunes
  • Insuficiência de medula óssea
  • Doença do fígado ou do baço.

 

A contagem de glóbulos brancos acima do normal é chamada leucocitose. Pode ser devido a:

  • Doenças infecciosas
  • Doenças inflamatórias
  • Leucemia
  • Estresse físico ou emocional grave
  • Dano tecidual (como queimaduras).

 

Valores baixos de hemoglobina podem ser devido a:

  • Anemia (vários tipos)
  • Perda de sangue.

 

O que pode afetar o resultado do teste

 

Fatores que podem afetar os resultados do hemograma ou impedir que eles sejam avaliados:

 

  • Medicamentos que podem baixar os níveis de plaquetas
  • Contagem muito elevada de glóbulos brancos ou altos níveis de triglicérides. Estes podem provocar valores falsamente elevados de hemoglobina
  • Ter um nódulo ou massa no baço, que pode causar uma baixa contagem de plaquetas ou uma contagem baixa de glóbulos brancos. Um aumento do baço pode ser causado por certos tipos de câncer
  • Gravidez, que normalmente mostra valores mais baixos de glóbulos vermelhos e maiores de glóbulos brancos.

 

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota diz que a Astir conta laboratório de análises clínicas que trabalha 24 horas, 7 dias por semana, tanto para atender o ambulatório como o Serviço de Pronto Atendimento (SPA), concluiu.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS