close
logorovivo2

NUTRIÇÃO: Astir mantém profissional especialista no refeitório da instituição

Ela explica que a área de cocção (cozimento e preparação das refeições), segue um rígido controle de qualidade.

ASSESSORIA ASTIR

22 de Junho de 2018 às 10:44

NUTRIÇÃO: Astir mantém profissional especialista no refeitório da instituição

Nutricionista Nilvana Vieira – responsável pelo refeitório da Astir FOTO: (Assessoria Astir)

O executivo da Astir, CB PM Alan Mota informa que a Astir mantém profissional especializada em nutrição (nutricionista), no refeitório para assegurar a qualidade da alimentação fornecida aos pacientes, colaboradores e plantonistas.

 

Nilvana Vieira, nutricionista, é responsável pelo recebimento dos alimentos entregues pelos fornecedores, os quais são inspecionados minuciosamente, para atestar prazo de validade correto e a qualidade, os quais devem obedecer às normas técnicas estabelecidas. Em média são produzidas 70 refeições dia, disse Alan.

 

Ela explica que a área de cocção (cozimento e preparação das refeições), segue um rígido controle de qualidade. Para os pacientes internados os cardápios são preparados de acordo com receituário médico e os mesmos recebem 6 refeições diárias como desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar, ceia da noite, ou seja, a cada 3 horas é oferecido ao associado acamado as refeições acima citadas.

 

“Quando há necessidade (por prescrição médica) de alimentação enteral (Dieta enteral é uma maneira de proporcionar ao seu organismo a nutrição que ele necessita. Trata-se de uma forma líquida de nutrição que é administrada por meio de um tubo flexível (sonda). Os nutrientes são similares aos que você obteria pelo consumo de alimentos, e também são digeridos da mesma maneira) executamos a elaboração dos nutrimentos prescritos. Os cardápios são semanais, salvo contra ordem médica, disse Nilvana.

 

De acordo com a nutricionista, é avaliado com rigor, o uso de equipamentos de proteção individual (EPI’S), preceituados pela técnica em segurança do trabalho, Ana Paula Alves, o que inclui os devidos cuidados com botijas de gás, eletricidade, máquinas e equipamentos utilizados pelos colaboradores do setor, evitando assim possíveis acidentes.

 

A técnica do trabalho fala que seu trabalho é conferir o uso correto dos EPI’s e a segurança em si do refeitório, tanto para os colaboradores do setor, como para os comensais.

 

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota fala que a área de cocção no restaurante é mantida sob um controle efetivo de qualidade diariamente. “As refeições produzidas são efetivamente inspecionadas pela nutricionista, finalizou.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS