close
logorovivo2

Homem se masturba ao lado de passageira em avião e ninguém faz nada

"Chorei muito. Todos viram o que estava acontecendo e ninguém fez nada".

PRAGMATISMO

14 de Março de 2018 às 13:30

Homem se masturba ao lado de passageira em avião e ninguém faz nada

FOTO: (Divulgação)

Uma denúncia de assédio sexual foi registrada nesta semana em um voo da Avianca.

 

A cabeleireira Vitória Antunes, de 21 anos, estava sozinha em uma fileira do avião quando as portas se fecharam e o piloto anunciou que a decolagem ocorreria em instantes.

 

Depois disso, um homem saiu da sua poltrona original e locomoveu-se para o assento ao lado de Vitória.

 

“Naquele momento, eu fiquei incomodada, mas deixei. Ele, no entanto, começou a ficar muito inquieto, batendo os pés, e passando a mão no pênis por cima da calça”, falou a jovem.

 

Vitória conta que decidiu gravar a atitude do homem para que o caso fosse solucionado, ou minimizado, pelos comissários de bordo.

 

Na hora em que os funcionários se aproximavam da fileira em que os dois estavam, a cabeleireira começou a gravar.

 

“Quando eles estavam a três fileiras de chegarem na nossa, ele pegou o pênis com as duas mãos e deu um gemido. Perguntei se ele estava em casa, mas, ao perceber a aproximação dos comissários, ele pediu desculpas e voltou para o seu lugar de origem”, disse, indignada.

 

Ninguém fez nada

Com a chegada dos funcionários, Vitória contou o ocorrido e disse que tinha as filmagens para comprovar o ato do homem. Mas, segundo ela, os comissários disseram que não haviam visto o episódio, e sugeriram que um dos dois trocasse de lugar para que a situação fosse resolvida.

 

“Com a oferta deles, eu disse que havia pagado por aquele lugar e que o homem estava errado, não eu. Pedi que tirassem ele de perto de mim, mas não o fizeram”, afirmou.

 

VEJA TAMBÉM: Desnudando o machismo em letras de músicas brasileiras

 

“Fiquei muito incomodada e chorei muito. Porque todo mundo viu o que tava acontecendo e ninguém perguntou nada. Ninguém fez absolutamente nada”, desabafou a jovem.

 

Com a previsão de pouso, Vitória contou que o homem entrou no banheiro para que não a encontrasse no momento em que os passageiros deixam o avião.

 

“Quando ele saiu do banheiro achando que eu não estaria mais no avião, deu de cara comigo. Mas, virou de costas e foi conversar com os comissários, de forma amigável, como se nada tivesse acontecido”, relatou.

 

De acordo com a jovem, os dois funcionários pediram que ela ficasse calma, uma vez que a viagem já estava chegando no seu destino, e repetindo que “não tinham visto nada”.

 

“Na hora que estava indo embora, a comissária me segurou e o piloto do avião me cumprimentou, perguntando se eu estava bem. Mostrei o vídeo que gravei e eles disseram que não viram nada de errado. Eu tenho 21 anos e sei me defender. Mas, existem meninas da minha idade, e até mais novas, que não saberiam gritar ou pedir por socorro. Se fosse uma criança, ele continuaria se masturbando, sem se sentir incomodado”, concluiu.

 

Nota

 

A Avianca divulgou nota após a repercussão do caso, já que um post de Vitória nas redes sociais recebeu milhares de compartilhamentos e visualizações.

 

“A Avianca Brasil esclarece que, em relação a ocorrência no voo 6145 CNF-GRU, está investigando internamente o ocorrido e tomará as medidas cabíveis. A companhia reforça que repudia veementemente todo tipo de comportamento inadequado de qualquer indivíduo que voe com a empresa“, disse a companhia aérea.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS