close

CASO JÉSSICA - Delegado indicia namorado e primo por morte de adolescente

Rodrigo Spiça pediu prisão preventiva dos dois suspeitos

DA REDAÇÃO

20 de Junho de 2017 às 15:38

CASO JÉSSICA - Delegado indicia namorado e primo por morte de adolescente

FOTO: (Divulgação)

Nesta terça-feira, 20, faz exatamente dois meses que a jovem Jéssica Hernandes Moreira, de 17 anos, foi assassinada a facadas em Cerejeiras. O caso aconteceu no dia 20 de abril, quando ela misteriosamente desapareceu. Seu corpo foi encontrado quatro dias depois, no dia 25 do mesmo mês.

No dia 26, enquanto ocorria o velório e o sepultamento da jovem, três pessoas foram levadas para a delegacia da Polícia Civil para serem ouvidas pelas autoridades. O namorado da vítima, Ismael Silva (DE AMARELO); o primo dele, Diego Parente; e a esposa de Diego. No mesmo dia 26, o delegado Rodrigo Spiça pediu a prisão temporária (que vale por 30 dias) dos três.

 

Dois dias depois, o delegado pediu a soltura da esposa de Diego – por falta de provas que a envolva no caso.

No dia 20 de maio, após completar 30 dias do caso, o delegado voltou a pedir a prorrogação da prisão temporária dos dois acusados, que valeria para mais 30 dias.

Agora, nesta segunda-feira, 19, o delegado apresentou o inquérito ao Ministério Público em Cerejeiras indiciando os dois por homicídio qualificado e ocultação de cadáver e pediu a prisão preventiva dos dois acusados, Ismael Silva e Diego Parente. Significa que não há data para a soltura de ambos.

Pelo WhatsApp, o delegado Rodrigo Spiça confirmou essa informação, mas não deu detalhes do assunto. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS