close
logorovivo2

Mulher é agredida e estuprada após pegar carona

De acordo informações políciais, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada via 190 para atender a um pedido de socorro.

DA REDAÇÃO

19 de Junho de 2017 às 14:28

Mulher é agredida e estuprada após pegar carona

FOTO: (Divulgação)

 Uma mulher de 35 anos foi agredida e estuprada na madrugada desta segunda-feira (19) em Vilhena. O crime aconteceu após ela aceitar carona de um desconhecido.

De acordo informações políciais, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada via 190 para atender a um pedido de socorro. Ao chegar no colocar nas proximidades do Aeroporto, avistaram uma mulher totalmente nua correndo na direção da viatura e pedindo socorro. Neste momento o autor dos fatos pegou seu veículo e saiu em alta velocidade sentido ao aeroporto.

À Polícia, a vítima relatou que estava na Av. Melvin Jones esquina com a Av. Tancredo Neves quando o infrator chegou e ofereceu uma carona dizendo que a levaria até o setor 19. Com a vítima já no interior do veículo o elemento recusou-se a deixa-lá no setor 19 e seguiu sentido aeroporto vindo a parar em um local deserto e mediante violência e grave ameaça ordenou que a vítima tirasse a roupa. Neste momento o infrator começou a desferir vários socos contra a vítima e a estuprou.

A guarnição da Polícia Militar fez acompanhamento do veículo, mais o suspeito abandonou o veículo e embrenhou-se no mato. Foi solicitado o apoio das demais guarnições para realizar uma varredura no local, mais devido a área ser muito extensa e de difícil acesso não foi possível sua captura.

O veículo foi abandonado pelo pelo infrator com os vidros abertos. Foi feito a revista no interior do mesmo e encontrado uma pasta com vários documentos e um aparelho celular, sendo que na tela principal tem uma foto de um homem, onde a vítima o reconheceu como sendo o autor dos fatos.

A vítima foi conduzida até o HPS para receber atendimentos médicos. O veículo, o celular e a pastas contendo vários xerox de documentos do infrator foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Vilhena.

A polícia investigará o caso.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS