close
logorovivo2

ISENÇÃO USINAS - Ex-deputado Valter Araújo se defende de acusações

Em resumo: Se julga absolutamente inocente de todas as imputações levantadas.

DA REDAÇÃO

20 de Abril de 2017 às 09:52

ISENÇÃO USINAS - Ex-deputado Valter Araújo se defende de acusações

FOTO: (Divulgação)

Valter Araújo mais uma vez agredido de forma ostensiva e referente às matérias de forma ostensiva e referente às matérias veiculadas nos sites locais (com imputações criminosas) tem a dizer ou esclarecer que:

1 - Nunca vi e nem tive qualquer contato com esse tal VALADARES. Nunca troquei com ele uma palavra e muitos menos tratei de qualquer negócio ou assunto;

2 - Nunca tive qualquer relacionamento ou tratativas acerca de arquivamento de CPI ou isenção de impostos. Ou ele está a mando de alguém ou equipado em relação a mim;

3 - Não fui Presidente da ALE-RO no período mencionado por ele;

4 - Quando da CPI presidida pelo Deputado Tiziu - fui membro suplente e participei de todas as reuniões e sessões da CPI tanto na sede da ALE, quanto nos Distritos e sempre fui um crítico ferrenho das usinas e das licenças dadas de forma errada e do não cumprimento das compensações;

5 - Não assinei o relatório de arquivamento da CPI das Usinas por não concordar com o arquivamento. É só pegar o processo da CPI e verão que é verdadeiro o que afirmo;

6 - Na tal isenção das Usinas tão propagadas a verdade é a seguinte:

A Assembleia Legislativa não tem competência constitucional nem para propor e isentar impostos ou tributos, bem como para criar despesas.

* Outra coisa: Não assinei nenhuma propositura de isenção para as Usinas e nem votei matéria dessa natureza, ao contrário, fiz propositura de emendas constitucionais criando vantagens para o Estado com a construção de empreendimentos dessa natureza. Todos aprovados e em vigor.

* Sequer existe razão ao envolvimento da Assembleia ou de seus dirigentes e/ou componentes.

Em resumo: Se julga absolutamente inocente de todas as imputações levantadas.

Valter Araújo - continua à disposição das autoridades para outros esclarecimentos, se necessários, e, em liberdade judicialmente obtida, continua tentando viver em paz e tão só trabalhando com a família, como também que, com Deus espera superar as tais acusações.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS