close

Semtran realiza blitz educativa com orientação voltada às mulheres

No Dia Internacional da Mulher, condutoras femininas foram o alvo da campanha

SECOM - PREFEITURA DE PORTO VELHO

9 de Março de 2017 às 08:17

Semtran realiza blitz educativa com orientação voltada às mulheres

FOTO: (Divulgação)

O público feminino foi o alvo da blitz educativa realizada nesta quarta-feira (8) pela Subsecretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (SEMTRAN). A abordagem às condutoras foi realizada na Avenida Jorge Teixeira em frente à Havan, e teve o apoio do Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (DETRAN), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (AGEVISA) e do Comitê Municipal de Redução de Acidentes de Trânsito.

O chefe da Divisão de Educação para o Trânsito, da SEMTRAN, Joelmir Silva Gomes, o “J. Silva”, explicou a razão da mobilização. “Hoje é o Dia Internacional da Mulher e essa ação está sendo desenvolvida para esse público específico. Estamos chamando a atenção para os riscos do uso da maquiagem ao volante, de sandálias e do celular. Felizmente estamos tendo uma boa receptividade nas abordagens que estamos fazendo”, informou J. Silva.

No caso da maquiagem, J. Silva lembrou que este é comportamento muito comum no trânsito. “O ato de se maquiar ou retocar a maquiagem no carro afeta o trânsito por causa da falta de atenção da condutora e pode provocar direção perigosa e até acidentes. Qualquer tipo de distração no trânsito pode ser fatal. Muitas mulheres aproveitam o tempo dentro do carro para retocar a maquiagem e não tem noção do quanto isso pode ser perigoso”, afirmou.

Com relação às sandálias, a legislação de trânsito proíbe o uso desse tipo de calçado quando se está dirigindo. Só é permitido dirigir com sapatos que fiquem bem fixos aos pés. Quem for flagrado utilizando calçados considerados inadequados será enquadrado no artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro e leva multa de grau médio, o que significa perder quatro pontos na carteira Quem é pego dirigindo de chinelos recebe quatro pontos na CNH e paga multa de R$ 130,16.

Os chinelos são considerados os mais perigosos, por causar instabilidade, além de poder ficar presos no assoalho do carro, dificultando um reflexo por parte do motorista, caso ocorra algum obstáculo durante a direção. E por ser um calçado que não se fixa aos pés, há ainda o risco constante de escorregar ou, então, enroscar as hastes ou tiras em alguma parte dos pedais dificultando o uso do freio ou embreagem.

Já com relação ao uso do telefone celular, uma inocente olhadela no smartphone para checar mensagens ou alguma rede social enquanto se dirige pode ser fatal. Aumenta em duas vezes a chance de alguém se envolver em acidentes porque a distração faz as pessoas desviarem o olhar da via em média 23 segundos. Para um carro a 60 km/h, isso representa 380 metros de percurso às cegas. Para um veículo a 100km/h, são 640 metros sem visibilidade.

Há também a questão da mudança na legislação. Antes, o Código do Trânsito Brasileiro (CTB) em seu artigo 252, previa como infração apenas o ato de atender o celular ou fazer uma ligação. “Mas com a mudança, agora qualquer tipo de manuseio do aparelho já acarreta uma infração de trânsito passível de penalização. Todos esses cuidados precisam ser observados na hora em que se está dirigindo”, frisou.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS