close
logorovivo2

QÜINQÜÊNIO – Polêmica coloca prefeito sob pressão popular

Hildon também é apontado de querer colocar os servidores municipais contra a comunidade ao desmerecer um benefício conquistado após anos de desvalorização salarial da categoria, a alegação é de que ele rege a cartilha tucana de retirar direitos trabalhist

RONDONIAOVIVO.COM - JOÃO PAULO PRUDÊNCIO

15 de Fevereiro de 2017 às 10:34

QÜINQÜÊNIO – Polêmica coloca prefeito sob pressão popular

FOTO: (Divulgação)

Usuário habitual da rede social Facebook, utilizando a rede virtual para anunciar medidas ou comentar assuntos pertinentes à sua gestão, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), vem começando a amargar o furor dos internautas portovelhenses.

Com o mês de janeiro em um clima aparente de “lua de mel”, Hildon deu largada a sua gestão contando com o apoio da grande maioria da opinião pública, porém uma determinação que retirou o direito o beneficio do qüinqüênio aos servidores, o tornou da noite para o dia em um vilão para o funcionalismo da capital.

Nas redes são diversos os questionamentos e criticas duras que o prefeito encara a cada publicação, entre os principais questionamentos está o contracenso no discurso de isonomia em sua gestão, uma vez que corta o qüinqüênio para economizar e ao mesmo tempo promovendo a contratação de mais de mil e seiscentos funcionários em cargos comissionados, grande parte com altos salários para a atual realidade econômica brasileira.

Hildon também é apontado de querer colocar os servidores municipais contra a comunidade ao desmerecer um benefício conquistado após anos de desvalorização salarial da categoria, a alegação é de que ele rege a cartilha tucana de retirar direitos trabalhistas adquiridos sem ao menos conversar com a comunidade.

Os vereadores foram alvos de manifestações de internautas da capital, “decepção” era a palavra mais comentada nas publicações dos legisladores municipais que votaram a favor da retirada do qüinqüênio. Alguns deles tiveram que se manifestar publicamente que revogariam o voto, isso no intento de parar a sangria de ataques nas paginas eletrônicas.

Em sua defesa, o prefeito Hildon Chaves alega que a retirada do qüinqüênio era fundamental para o saneamento dos cofres públicos e que em um futuro próximo não haveria dinheiro para pagar os servidores.

Essa é a primeira queda de braço que Hildon encara em sua gestão, caso a pressão púbica não enfraqueça os vereadores deverão revogar a Lei. Caso isso aconteça será um baque na força de gestão do tucano.

A situação é delicada e o prefeito deverá mostrar habilidade sobre os temas abordados em redes sociais, além claro de articular muito para manter sua base sólida entre os vereadores. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS