close

AGRICULTURA - 26 mil mudas de café são entregues a produtores

A entrega das mudas de café clonal de forma gratuita aos produtores cadastrados pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), ocorre em uma área de sombreamento dentro do campo experimental da Embrapa

SECOM - GOVERNO DE RONDÔNIA

8 de Fevereiro de 2017 às 09:01

AGRICULTURA - 26 mil mudas de café são entregues a produtores

FOTO: (Divulgação)

Com o objetivo de atender aos produtores rurais e melhorar a renda da agricultura familiar em Rondônia, o Governo do Estado, em parceria com o deputado estadual Marcelino Tenório, começou a entrega 26 mil mudas de Café Clonal, tipo Conilon Robusta, em Ouro Preto do Oeste. Um investimento de R$100 mil reais através de uma emenda parlamentar do deputado estadual.

A entrega das mudas de café clonal de forma gratuita aos produtores cadastrados pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), ocorre em uma área de sombreamento dentro do campo experimental da Embrapa que cedeu o espaço físico como parte da parceria com o Governo do Estado por meio da Secretaria Executiva Regional polo Ouro Preto, tendo a frente a titular da pasta, Maria Araujo de Oliveira.

O deputado Marcelino Tenório, um dos grandes incentivadores da plantação do clonal no estado, acredita que este tipo de investimento vai melhorar a vida do homem do campo, através de um produto mais rentável e que produz o dobro que o café tradicional, mesmo que plantado em uma mesma escala. Isso significa que, enquanto se colhe 70 sacas do café tradicional, com base em um hectare de terra (10.000²), o café clonal poderá render até 150 sacas, ou seja, mais que o dobro da matéria-prima em uma proporção igual de plantio. São mais resistentes a doenças, produzem mais rápido, em um ciclo que varia entre 1,5 a 2 anos, e tem uma produtividade de 40 a 50% maior que o café tradicional. “Quero agradecer o governador Confúcio Moura por ter liberado o aporte financeiro da nossa emenda parlamentar que destinamos para esta finalidade. Acredito no potencial produtivo dessa região e tenho certeza que, com esse incentivo, muitos produtores vão voltar a cultivar suas lavouras com a técnica devida e vão gerar uma renda especial quando for à época de colheita”, pontuou o deputado.

Vinicius de Oliveira Cruz, médico veterinário e chefe do escritório local da Emater disse que a empresa irá fazer o acompanhamento técnico para garantir que todo o processo produtivo, desde o plantio das estacas, como são chamadas as mudais clonais do café, até a colheita seja realizado de forma correta. Segundo Vinicius Cruz, cada um produtor receberá uma quantidade específica do produto e terá que realizar o plantio dentro das normas técnicas de praxe e sob o acompanhamento técnico.

A secretária de Governo Maria Araujo de Oliveira que durante o ato representou o governador do Estado Confúcio Moura, enfatizou a importância dessas mudas para o município e pediu para que os cafeicultores cuidem bem de suas plantações. A secretária lembrou que a distribuição de mudas de café clonal faz parte do “Programa Plante Mais” que tem como o fortalecimento da agricultura familiar, sendo que até o final deste ano o Governo do Estado entregará mais de 3 milhões de mudas de café clonal aos produtores cadastrados pelos escritórios locais da Emater/RO de forma totalmente gratuita.

O produtor Antonio Augustinho de Souza que tem uma pequena lavoura de café na linha 4 da RO 470 (conhecida como linha 81), chegou logo para pegar suas mudas 700 nesta primeira fase. O produtor disse que a iniciativa do governo do Estado em fazer a distribuição das mudas de qualidade representa um novo alento para aqueles que sempre acreditaram na lavoura cafeeira. “Assim que recebi a confirmação que seria contemplado com as mudas de café clonal, comecei a preparar o espaço para plantar e estou muito otimista que vamos voltar a crescer plantando café”, disse o produtor bastante alegre.

O total da produção de café em Rondônia é de aproximadamente dois milhões sacas, segundo dados da Secretaria da Agricultura (Seagri), e neste universo, 21 municípios liderados por Cacoal, São Miguel do Guaporé, Alta Floresta e Machadinho do Oeste – todos com produção acima das 100 mil sacas – colheram 1.068.167 sacas de café nesta safra, o que representa 95% do toda produção estadual.

Os outros municípios que integram esta relação de importantes produtores de café conilon são: Nova Brasilândia, Ministro Andreazza, Alto Alegre dos Parecis, Buritis, Alvorada do Oeste, Alto Paraíso, Seringueiras, Ji-Paraná, Santa Luzia do Oeste, São Felipe, Porto Velho, Ouro Preto do Oeste, Nova União, Ariquemes e Theobroma.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS