close

Após perder bebê, grávida que teve moto atingida por PM também morre

Grávida de sete meses, Fernanda passou por cirurgia para a retirada do bebê, que morreu em sua barriga em virtude da queda após o choque entre os dois veículos.

FOLHA DO SUL ON LINE

31 de Dezembro de 2016 às 09:21

Após perder bebê, grávida que teve moto atingida por PM também morre

FOTO: (Divulgação)

 Hospital Regional de Vilhena confirmou o falecimento, na tarde desta sexta-feira, 30, da universitária Fernanda Liotério Oliveira Costa, 21 anos, que na noite de ontem deu entrada na unidade após ter a moto atingida pelo carro de um policial militar. O acidente aconteceu no bairro Jardim das Oliveiras.

Grávida de sete meses, Fernanda passou por cirurgia para a retirada do bebê, que morreu em sua barriga em virtude da queda após o choque entre os dois veículos. Em seguida, ela foi enviada para a UTI, mas acabou não resistindo.

A jovem era filha única e aluna do curso de Direito da Avec, onde sua mãe havia se graduado no início deste mês. Ela se formaria no final do ano que vem.

BAFÔMETRO

Uma professora de Fernanda atesta que a família da acadêmica acusa o policial Heleno A. L., 41, que teria provocado o acidente, de estar embriagado. O Boletim de Ocorrência que descreve o caso narra que o PM apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Um médico, no entanto, teria atestado, após exames, que o militar não estava embriagado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS