close

Governo investe em tratamento contra o câncer

Governo investe em tratamento contra o câncer

DA REDAÇÃO

20 de Maio de 2015 às 19:11

Governo investe em tratamento contra o câncer

FOTO: (Divulgação)

O investimento de R$ 40 milhões no tratamento de pacientes com câncer, com duas cidades polos – Porto Velho, com a unidade do Hospital do Câncer de Barretos e Cacoal, com o Hospital Daniel Comboni -, foi destacado pelo secretário estadual de Saúde Williames Pimentel, na abertura da 1ª Oficina de Construção do Plano Estadual de Saúde (PES) para o quadriênio 2016-2019, que acontece até quinta-feira, 21, em Porto Velho.
Os avanços do setor de Saúde em Rondônia, a melhoria da classificação do Estado no ranking nacional, bem como a busca do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) por mais qualidade no atendimento, também foram destacados pelo secretário.
Williames Pimentel fez um balanço positivo dos avanços do setor no Estado. Ele citou dados de um estudo realizado e publicado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que apontam Rondônia em segundo lugar em oferta de leitos no país, pelo SUS, desbancando estados com orçamento cinco vezes maiores que o de Rondônia.
De acordo com o secretário, os números comprovam, também, que o planejamento do governo, por intermédio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), vem dando certo e que o Estado saiu da condição de “lanterna” em qualidade de Saúde para ocupar posições importantes.
Pimentel disse que o salto de qualidade que o setor de Saúde obteve nos últimos quatro anos é comprovado com a ampliação de oferta de leitos de enfermaria e UTI no Hospital de Base (HB), no João Paulo II e Hospital Regional de Cacoal.
No total, mais 120 novos leitos de UTI foram entregues à população pelo atual governo. “Uma marca histórica”, afirma o secretário.
Ele falou, também, sobre os investimentos feitos pelo governo em tratamento de alta complexidade, entre eles a inauguração da policlínica Oswaldo Cruz – com mais de mil atendimentos por dia, atualmente.
O secretário citou ainda a transformação do Hospital de Base Ary Pinheiro – referência em tratamento de alta complexidade no Estado -, em hospital credenciado para captação e transplantes de órgãos, fazendo parte da Central Nacional de Transplantes, bem como a construção do Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia (Heuro), orçado em mais de R$ 50 milhões de reais, que vai substituir o João Paulo II.
O Centro de Hemodiálise de Ariquemes também foi lembrado. Pimentel disse que a obra, entregue em junho do ano passado, era uma reivindicação antiga de pacientes renais crônicos – que vinham duas vezes por semana para Porto Velho -, e teve um investimento de R$ 6 milhões, com recursos próprios.
QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL
De acordo com o secretário, nos últimos quatro anos, o governo investiu na melhoria da estrutura física de todas as unidades de Saúde do Estado e iniciou a implantação do programa de educação permanente dos servidores do setor.
Segundo Pimentel, para continuar avançando, o Estado vai investir na qualidade dos serviços oferecidos, através de planejamento de suas ações.
Ele disse que a implantação do Plano Estadual de Saúde (PES), com ações voltadas ao setor para os próximos quatro anos, que começa a ser construído durante os três dias de oficina, é o primeiro passo para manter o crescimento no setor, fortalecendo as diretrizes para a área.
No total, 100 participantes entre servidores da Saúde de todos os setores, e membros dos conselhos e unidades descentralizadas, discutem temas como: as redes de atenção à Saúde, regionalização e atenção básica. Estão também na pauta as funções da Sesau e suas atribuições para alcançar os compromissos definidos no Plano de Governo.
Os trabalhos estão sendo desenvolvidos em grupos e temas, identificando os problemas, causas e soluções, com a elaboração de objetivos e metas que servirão de base para a elaboração do Plano Plurianual (PPA).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS