close

Simulação de resgate abre campanha mundial Maio Amarelo em Rondônia

Simulação de resgate abre campanha mundial Maio Amarelo em Rondônia

DA REDAÇÃO

11 de Maio de 2015 às 16:39

Simulação de resgate abre campanha mundial Maio Amarelo em Rondônia

FOTO: (Divulgação)

Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), aderiu à campanha ‘Maio Amarelo’, lançada em maio de 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU) que busca, durante uma década, a intensificação da educação e prevenção de ações de trânsito envolvendo governos e populações em todo o mundo. O lançamento aconteceu nesta segunda-feira (11), no Espaço Alternativo, em Porto Velho, e será estendida a todos os municípios do Estado.

Na abertura da campanha houve uma simulação de resgate de vítima de acidente de trânsito, envolvendo o Detran com agentes, a Companhia Independente de Trânsito da Polícia Militar de Rondônia com o uso de motos de policiamento, o Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia com ambulância e do Núcleo de Operações Aéreas (NOA), com helicóptero de resgate.

As estatísticas mostram que os acidentes de trânsito matam mais que guerras, afirma o comandante da Ciatran, Major PM De Lima, e que “nós perdemos milhares de pessoas vítimas de acidentes, número muito maior do que muitas guerras, então queremos convidar a população para se integrar ao ‘Maio Amarelo’ e, com isso reduzirmos as mortes no trânsito”.

“O movimento ‘Maio Amarelo’, foi criado pela ONU em 11 de maio de 2011, para despertar a todos, para uma reflexão sobre as perdas de vidas no trânsito em todo o mundo”, explica José Albuquerque, diretor geral do Detran e, na ocasião, representando o governador de Rondônia, Confúcio Moura. “Esta campanha visa educar a todos objetivando salvar vidas”, complementa Albuquerque.

O secretário de estado da segurança, defesa e cidadania (Sesdec), Antônio Carlos dos Reis, disse que “esta campanha visa reduzir o número de acidentes no trânsito porque, além de ser um problema de segurança, repercute também na área da saúde, superlotando os hospital e postos de saúde. Mais de 60% dos acidentes acontecem com o envolvimento de condutores embriagados”. Reis lembra que “na Europa o enfrentamento do problema priorizando as ações em ordem de importância, sendo a primeira a educação, engenharia, fiscalização, socorro às vítimas e, por fim, a punição dos infratores”.

Marcos Berti, coordenador médico do NOA e representando a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), lamenta “a quantidade enorme de acidentes e temos que diminuir esta ‘doença’ que é o acidente de trânsito. Antes falávamos que o acidente de trânsito era uma epidemia, hoje é uma endemia. Temos que acabar com este gargalo que estrangula o João Paulo II e o Hospital de Base”.

“Campanhas como estas podem mudar a realidade de Rondônia. Tudo que se ensina a uma criança ela aprende e se, nós educadores, ensinarmos que o trânsito mata mais que as guerras que assistem na televisão, eles serão os verdadeiros fiscais dos adultos. Ser chamado à atenção por uma criança dói mais que por um superior”, ensina Fátima Gavioli, secretária de estado da educação (Seduc).

O superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia e Acre, Alvarez Simões, diz que “infelizmente todos nós sabemos da história de alguém que perdeu a vida de forma absurda no trânsito. Domingo foi dia das mães e sabemos que muitas não receberam um abraço do filho por causa disso”.

PARCEIROS

Participam da campanha ‘Maio Amarelo’, Detran, Sesau, PM (Ciatran), PRF, Samu, Seduc, CBM, Sincor, Sentran, Unir, Os João Paulo II, Abrace Porto Velho, Cetran, Caccro, Sesdec, NOA, DER, Decom e Semusa.

Os parceiros da mídia espontânea são: TV Rondônia, TV Candelária, Rede TV!, TV Allamanda, jornal Diário da Amazônia, Rádio Globo, Rádio Clube Cidade, Rádio Parecis e Rádio Cultura FM.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS