close
logorovivo2

Governo designa força tarefa para o Hospital Regional

Governo designa força tarefa para o Hospital Regional

DA REDAÇÃO

10 de Fevereiro de 2015 às 16:01

Governo designa força tarefa para o Hospital Regional

FOTO: (Divulgação)

O governador Confúcio Moura decretou, nesta segunda-feira (9), uma Força Tarefa para atuar no Hospital Municipal Perpétuo Socorro, em Guajará-Mirim. O secretário adjunto da Saúde, Luiz Eduardo Maiorquim, foi designado para coordenar uma comissão formada por seis técnicos do Estado para trabalhar em conjunto com o município, com o objetivo de reestruturar a saúde em Guajará-Mirim. “O centro cirúrgico que estava parado por falta de equipamentos já voltou a funcionar, os nossos técnicos passaram a noite toda trabalhando para deixar tudo pronto”, afirmou o governador.

A comissão tem 30 dias para realizar o trabalho, um dos gargalos já foi identificado pela equipe técnica: muitos atendimentos que deveriam ser feitos na saúde básica, ou seja, nos postos de saúde, vão parar no Hospital Regional que deveria atender os casos de média e alta complexidade. “Ao controlar esse fluxo de forma correta, canalizando o atendimento da forma que deve ser feita, vai diminuir bastante a carga no hospital” afirmou o governador.

Confúcio Moura disse que o Estado não tem interesse em intervir na gestão municipal, ressaltando que o Estado é um parceiro, está trabalhando em conjunto com o município de Guajará-Mirim para resolver o problema da saúde, assim como tem feito em outros municípios. O governador afirmou que o maior problema é a falta de médicos. Devido a distância e a Rodovia BR-425 que dá acesso à cidade estar em péssimas condições os médicos acabam por abandonar o trabalho em Guajará-Mirim, pois o custo  torna-se alto para o profissional.

A intenção do governador é buscar uma forma legal, para oferecer um salário diferenciado para os médicos que virem trabalhar na cidade. “O salário tem que ser bom para atrair o profissional, para que se sinta motivado”, ressaltou. O governo de Rondônia também poderá viabilizar transporte aéreo para garantir que os médicos cumpram seus plantões no hospital.

 “Toda vez que buscamos ajuda do Estado o governador Confúcio Moura e o secretário Williames Pimentel sempre nos atendeu, sempre nos ajudou”, afirma o prefeito Dulcio Mendes. O prefeito de Guajará relata que o governo de Rondônia não tem medido esforços no intuito de contratar profissionais para suprir a necessidade do Hospital Regional.

O governo do Estado não desampara os municípios que necessitam de ajuda, principalmente na saúde, afirmou o secretário Williames Pimentel.  “De 2011 para cá, o governo de Rondônia já investiu mais de R$ 10 milhões na saúde do município de Guajará-Mirim”, disse. Pimentel citou o convênio em que o Estado assumiu a folha de pagamento dos funcionários do hospital, investimento na obra de reforma da unidade, custeio de medicamentos entre outros investimentos.

Williames Pimental  lembrou que em dezembro do ano passado o município ficou sem anestesistas, gerando crise no atendimento. O Estado resolveu o problema contratando profissionais por um período de 90 dias a um custo de R$ 200 mil por mês.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS