close
logorovivo2

Equipe do Ministério da Saúde realiza força tarefa em Rondônia

Equipe do Ministério da Saúde realiza força tarefa em Rondônia

DA REDAÇÃO

10 de Abril de 2014 às 08:48

Equipe do Ministério da Saúde  realiza força tarefa em Rondônia

FOTO: (Divulgação)

Esta semana os técnicos da secretaria estadual de saúde estiveram reunidos com a equipe técnica do Ministério da Saúde (MS), no auditório do Laboratório Central (Lacen), em Porto Velho, para delimitar novas ações para atender a população afetada pelas enchentes na região. Em especial com cuidados sanitários e médicos para prevenir a proliferação de doenças na comunidade e evitar surtos que podem sobrecarregar a rede pública hospitalar.
A força tarefa nacional é composta por profissionais da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP) e parceria com os órgãos de saúde do Estado.
A coordenadora da equipe do Ministério da Saúde, Daniele Monteiro Nunes foi recebida pela equipe do secretario estadual de saúde, Williames Pimentel, quando discutiram o combate aos efeitos da enchente e fizeram proposituras para prevenir a rede de atendimento básico às pessoas vulneráveis. O trabalho da equipe multiprofissional se estenderá até sexta-feira em parceria com os técnicos da Sesau. Dentre as missões estão a distribuição em escolas públicas, abrigos, bancos, supermercados, tribunais e demais órgãos públicos, dos kits de prevenção e divulgação dos cuidados com a doenças correlacionadas ao período da vazante.
A equipe vem reforçar as medidas e organizar as ações para buscar mais força junto ao governo federal para capacitar o Estado a tratar e prevenir os efeitos pós-enchentes. A missão dos técnicos envolve a reorganização do atendimento básico, ações diretas nos abrigos para garantir atendimento médico, diagnóstico das necessidades, levantamento do quadro de necessidade de medicamentos, tratamento da água, o retorno ao ambiente afetado pelas cheias, sensibilização dos profissionais de saúde para o quadro sanitário com o fenômeno, observância quanto os cuidados com a alimentação, vigilância no controle das doenças, identificar necessidades imunobiológicas e estrutura pública hospitalar.
O técnico do MS Ubirajara Mota elogiou o planejamento da secretaria estadual de Saúde quanto à prevenção e iniciativas para atender a população que ficou vulnerável após a enchente e disse que isso ajudou a manter a saúde pública equilibrada nos atendimentos a demais setores, mesmo em momento difícil.
O secretário Williames Pimentel participou da primeira reunião com a equipe e demonstrou todo o aparato de equipamentos, leitos e profissionais disponibilizados, inclusive antes do fenômeno, por ser uma situação notória na Capital, que foi planejada, mas que atingiu uma proporção inesperada. Pimentel disse que a intenção é que o diagnóstico e as ações da equipe do Ministério apontem ações pontuais e cruciais para atender a demanda resultante da cheia e demonstrou uma preocupação demasiada com a água disponibilizada para a população. “Estamos colocando à disposição da situação toda a nossa equipe e acompanhando os resultados, também apontamos as necessidades cruciais para que o trabalho seja eficaz e atinja resolutividade. Também foi demonstrado todo o interesse da equipe em nos mostrar caminhos para reagir ao problema com ações imediatas”, – disse Pimentel.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS