close
logorovivo2

Alunos de escolas do Acre visitam canteiro de obras da UHE Jirau

Em média, acontecem dez visitas mensais à Usina, entre as técnicas e aquelas compostas por grupos de estudantes de Rondônia e de outros estados.

DA REDAÇÃO

17 de Junho de 2013 às 15:33

Alunos de escolas do Acre visitam canteiro de obras da UHE Jirau

FOTO: (Divulgação)

Cinco professores e 40 alunos do ensino médio do estado do Acre estiveram na última sexta-feira, 14 de junho, visitando o canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau. Eles foram recebidos pelo Relações Públicas da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), Normando Lira, que na oportunidade apresentou o empreendimento e exibiu vídeos institucionais. Na sequencia, conheceram o Edifício de Controle, Vertedouro, áreas de lazer, alojamentos, refeitório e cozinha.
De acordo com Normando, as visitas são importantes para a empresa, por estreitar o relacionamento com os diversos públicos, desde as comunidades no entorno da obra, como também estudantes e profissionais de várias áreas. “É um trabalho de comunicação direta com diversos públicos. Para nós é uma alegria receber as pessoas e falar sobre a Usina Jirau”, destaca.
Durante a visita os estudantes demonstraram curiosidade e empolgação em adquirir mais conhecimentos. Formularam inúmeras perguntas sobre a Hidrelétrica, cuja construção e operação são de responsabilidade da Energia Sustentável. A aluna Fabiany Melo, da escola Professora Clícia Gadelha, conta que aprendeu muito e sua expectativa é participar de outras visitas à obra, ressaltando a importância de Jirau para o País. Na Avaliação de Alice Maia, da escola Armando Nogueira, a visita foi uma excelente experiência. “Realmente superou nossas expectativas”, disse.
O professor James Antônio, sociólogo e coordenador da Escola Nova Esperança, do município de Capixaba (Acre), falou que o objetivo foi plenamente alcançado. “Os alunos conheceram a Usina, o desenvolvimento da obra, o processo de construção, a logística, as questões ligadas aos cuidados com o meio ambiente, segurança do trabalho e o processo de geração de energia”, comentou. Para ele ficou a certeza de que, desta forma, as escolas e a ESBR incentivam os jovens a estudar e conhecer mais a região e os empreendimentos aqui desenvolvidos, “pois no futuro, eles serão os profissionais à frente de outras obras tão grandiosas”, afirmou.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS