close
logorovivo2

Deputado Luiz Cláudio reclama de estrutura em assentamentos

Ao citar sobre a situação dos agricultores dos Assentamentos Joana D’Arc I, II e III, situados à margem esquerda do Rio Madeira, atingidos pela alagação do reservatório da Usina de Santo Antônio...

DA REDAÇÃO

24 de Abril de 2013 às 16:06

Deputado Luiz Cláudio reclama de estrutura em assentamentos

FOTO: (Divulgação)

O deputado Luiz Cláudio (PTN) disse durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (23), que gostaria de ver no Brasil os assentamentos para agricultores com condições adequadas. “Os agricultores são colocados em terras distantes, sem estradas, sem estrutura mínima. O agricultor em Rondônia é o último a ser atendido e infelizmente estão atingindo sua sobrevivência. Todos assentamentos que conheço passam por dificuldades”, afirmou.
Ao citar sobre a situação dos agricultores dos Assentamentos Joana D’Arc I, II e III, situados à margem esquerda do Rio Madeira, atingidos pela alagação do reservatório da Usina de Santo Antônio sem obter soluções disse que a agricultura no local está voltando à estaca zero. “Os colocam nas piores terras. Teriam que coloca-los em terras férteis, com acesso à escola e saúde”, observou.
Citou as palavras de Nilson Campos que foi secretário de Estado da Agricultura em Rondônia, que já faleceu: “quando o Brasil entender que o Ministério da Agricultura e o Ministério de Desenvolvimento Agrário são os mais importantes, a situação do Brasil vai mudar, vai se tornar um país rico”. Salientou que espera que na audiência pública que vai discutir sobre a situação dos assentados saia uma decisão que dê condições a essas famílias.
Ressaltou que enquanto nos países ricos tudo é subsidiado, aqui o agricultor não tem seguro agrícola. “Se não produzir tem que vender seus bens para pagar. Não tem o apoio que realmente deveria ter. São os pequenos que põem os alimentos na mesa dos brasileiros”, frisou.
Disse ainda que ficou maravilhado durante uma visita a Alta Floresta em duas propriedades ao ver tanta lavoura de feijão. “Não receberam as sementes por parte do Governo e mesmo assim não deixaram de plantar. Se houver investimentos, teremos fartura de alimentos”, destacou.
O deputado Marcelino Tenório (PRP), em aparte, parabenizou o parlamentar pelo tema e disse que infelizmente, não sabe onde se encontra o Ministério do Desenvolvimento Agrário. “Nunca passou pela minha cabeça que isso seja reforma agrária, isso é escravidão. O governo federal e estadual teriam que ter a consciência de quando o homem quer trabalhar no campo, que se faça em terras habitáveis, com condições de crescer, melhorar a produtividade”,
O deputado Adelino Follador (DEM), falou que a terra onde os agricultores foram reassentamentos não ajuda. “Precisa ter acesso a adubo, calcário, maquinário, além do programa ‘Luz para Todos’ que deveria mudar de nome: ‘Luz para Alguns’. Houve falha do governo e do ex-prefeito que compactuaram com a obra das usinas. Hoje temos crianças sem estudar e agricultores sem produzir”, finalizou

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS