close
logorovivo2

Vereadores buscam solução para aterro sanitário de Cacoal

O objetivo era conhecer de perto a realidade do aterro sanitário daquela localidade, que atualmente recebia os resíduos sólidos do município de Cacoal.

DA REDAÇÃO

3 de Abril de 2013 às 13:38

Vereadores buscam solução para aterro sanitário de Cacoal

FOTO: (Divulgação)

O presidente da Câmara de Cacoal, vereador Pedro Ferrazin (PP), esteve nesta segunda-feira, 01, juntamente com o vereador Donizeti Souza da Silva (PTB) e o prefeito de Ministro Andreazza Neuri Persch, visitando o município de Novo Horizonte, onde foram recebidos pelo prefeito Varley Gonçalves e a vereadora Nara Simone. O objetivo era conhecer de perto a realidade do aterro sanitário daquela localidade, que atualmente recebia os resíduos sólidos do município de Cacoal.
A visita foi motivada após conhecimento pela Câmara de Cacoal de uma liminar da justiça de Nova Brasilândia, que determinou a suspensão do recebimento do lixo de Cacoal, Ministro Andreazza e Urupá. Segundo a liminar o aterro de Novo Horizonte é de pequeno porte e não comporta a demanda desses municípios, que não fazem parte do polo de pactuação daquela regional. “A nossa preocupação é como ficará a situação de Cacoal após essa liminar, que foi emitida no dia 19 de março concedendo prazo de 15 dias para que os municípios tomem as providencias inclusive aplicando multa diária de 10 mil reais, caso o município de Novo Horizonte descumpra a ordem”, explicou o presidente.
Durante a visita também foi constatado que o aterro esta funcionando de forma precária e colocando em risco o meio ambiente. “A quantidade de lixo é natural, no entanto o funcionamento daquele aterro é que gera preocupação”, disse o vereador Donizete, frisando que está em desacordo com as normas ambientais e a empresa não está mantendo o aterro conforme pactuado com os municípios.
Para o vereador Donizetio problema agora está para as administrações dos municípios de Cacoal, Andreazza e Urupá, que terão que correr contra o tempo para buscar uma solução urgente para depositar seus resíduos. Informação obtida junto ao responsável pela empresa contratada pelo consórcio intermunicipal, a área para implantação do novo aterro que atenderá Cacoal já foi adquirida, no entanto estão aguardando a liberação da licença ambiental para iniciar construção.          
O presidente da Câmara disse que irá pessoalmente a SEDAM verificar como está o andamento da licença ambiental para iniciar o aterro. “Vamos buscar junto a SEDAM a liberação urgente dessa licença e acompanhar de perto a implantação desse aterro, pois não podemos aceitar a construção em desacordo com as normas e que venha a prejudicar o munícipio no futuro”, finalizou.   

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS