close
logorovivo2

Na reta final, quem vai para o segundo turno? - Por Sérgio Pires

Na reta final, quem vai para o segundo turno? - Por Sérgio Pires

DA REDAÇÃO

1 de Outubro de 2012 às 08:24

Na reta final, quem vai para o segundo turno? - Por Sérgio Pires

FOTO: (Divulgação)

A disputa pela Prefeitura de Porto Velho tem novidades e decepções. Boa parte do eleitorado que já se decidiu, segundo o Ibope, em número considerável, prefere optar por um nome conhecido, com história política. Por isso é que Lindomar Garçon, duas vezes prefeitos de Candeias do Jamari e deputado federal com mais de 33 mil votos, está bem à frente. E estará no segundo turno, caso não haja nenhum erro de percurso. Depois, o eleitor está dividido sobre ter ou não (por causa do apoio e da rejeição) um competente e sólido homem de negócios à frente da Prefeitura. Mário Português já conquistou seu público, numa campanha em que entrou desconhecido e que já o coloca na segunda posição. Se a eleição fosse hoje e a pesquisa do Ibope estivesse certa, Português iria disputar a reta final contra Garçon, ou seja, a experiência política contra a novidade.
 
Empatados com o Português, estão Mauro Nazif e Mariana Carvalho. Mauro, uma surpresa negativa, estava bem à frente e iniciou uma queda inesperada. Mariana, pelo contrário, está chegando, quando até mais os experientes na política local, imaginavam, antes, que ela não iria longe. Mais atrás vem Fátima Cleide, com uma performance bem abaixo do esperado. Ela ainda pode ir ao segundo turno, mas, para isso, terá que suar a camiseta muito mais. O médico José Augusto talvez tenha entrado tarde demais na campanha e, mesmo com todos os seus méritos pessoais, não conseguiu decolar. Também estão fora Mário Sérgio, que cometeu o suicídio político de concorrer sem parcerias; o professor Aluízio Vidal, grande cabeça, poucos votos e Waltério Rocha, do PSTU, que só marca presença. Hoje o quadro é esse. Mas sabe-se que eleição municipal pode ser decidida no último dia e na última hora. Esperemos, pois, para saber o que dirão as urnas, domingo que vem.
 
 
UMA SEMANA
 
Até que passou rápido. No próximo, 7 de outubro, é dia de eleição no país inteiro. A população rondoniense também vai às urnas, escolher seus prefeitos e vereadores. Porto Velho será a única cidade do Estado onde haverá segundo turno. Na segunda, dia 8, já serão conhecidos, na Capital, os 21 novos vereadores, mas o prefeito só sai no dia 28. Em todas outras localidades, os novos comandantes municipais – ou os reeleitos – , assim como a composição das Câmaras Municipais, também será conhecida no mesmo dia 7, domingo da próxima semana.
 
SOBRINHO APROVADO
 
Pesquisa do Ibope confirmou números anteriores: para a maioria dos porto velhenses, o governo do prefeito Roberto Sobrinho é positivo, com 71% dos entrevistados considerando a administração boa, muito boa ou regular. São 28% que acham que o governo municipal foi ruim ou péssimo. Nos bairros da Capital, é onde Sobrinho tem a maior aprovação: em alguns deles, chega a mais de 75%. Ou seja, três a cada quatro habitantes aprova o atual governo da Capital.
 
CONFÚCIO TAMBÉM
 
A mesma pesquisa, realizada apenas na Capital, avaliou também o governo Confúcio Moura.   Os números são positivos. Entre ótima, boa e regular, 73% dos porto velhenses consideram que o governo está aprovado. Um total de 25% acham que a administração é péssimo ou ruim. Os números melhoraram muito, demonstrando que houve um crescimento do governo rondoniense na Capital. No ano passado, quando ainda não havia deslanchado, a administração de Confúcio estava com números muito ruins na maior cidade do Estado. Os resultados do trabalho, colhidos até agora, deram um salto na aprovação. 
 
IDIOTICES
 
Quando o país está prestes a eleger novos prefeitos e vereadores, é bom que se aprenda lições do passado, como as que criaram, em várias cidades brasileiras, leis estapafúrdias, que desvirtuam a eleição e colocam políticos apenas como figuras folclóricas. Como ocorreu em 2007, quando o então prefeito José Rodrigues, da cidade de Aparecida, interior de São Paulo, publicou um decreto proibindo a ocorrência de chuvas, inundações, raios e trovões na cidade. A coisa toda, é claro, não passou de uma piada, mas que o decreto foi enviado à Câmara Municipal, ele foi!
 
PIOR AINDA
 
Mas tem coisa pior. No município de Barra do Garças, Mato Grosso, em 1995 foi sancionada uma lei, pelo então prefeito Wilmar Peres de Farias, autorizando a construção de um aeroporto para OVNIs, ou como foi chamado na publicação: Aeródromo Inter-Espacial. A obra, no entanto, nunca foi iniciada. E outra pequena cidade, Bocaiuva do Sul, no Paraná, a Prefeitura quis criar lei que proibisse o uso de preservativos e anticoncepcionais, porque a população estava diminuindo. Dá pra acreditar?
 
SERÁ VERDADE?
 
O Palácio Presidente Vargas não confirma oficialmente, mas a contenção de despesas determinada pelo governador Confúcio Moura pode representar a demissão de um grande número de ocupantes de cargos em comissão no governo. Isso poderia ocorrer nas próximas semanas. Os cargos só seriam ocupados novamente depois de passada a crise financeira que o Estado enfrenta, pela queda da arrecadação. Pelo menos até sexta-feira, ninguém no governo confirmava ou desmentia a informação.
 
PERGUNTINHA
 
Alguém aí se deu conta que faltam menos de três meses para o Natal e a chagada do Ano Novo de 2013?

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS