close
logorovivo2

FIMCA conclui reparos em residência da Zona Leste

FIMCA conclui reparos em residência da Zona Leste

DA REDAÇÃO

29 de Agosto de 2012 às 07:48

FIMCA conclui reparos em residência da Zona Leste

FOTO: (Divulgação)

A Coordenação do Curso de Arquitetura e Urbanismo da FIMCA, Faculdades Integradas Aparício Carvalho, concluiu as correções das patologias apresentadas na residência da Sra. Francisca Santos da Silva, sorteada durante o Projeto Castanheira. A casa, localizada na Rua Itatiaia, 8746, no bairro São Francisco, na Zona Leste de Porto Velho, apresenta vários problemas de rachadura nas paredes e recebeu o devido reparo, graças à intervenção do professor Liandro de Almeida Loyola e dos alunos Marcos, Kelly e Adriana, do 3º período, e Ivânia, do 1º período.
Professor das disciplinas de Sistemas Estruturais e Materiais de Construção, dentre outras, o professor Liandro, com o apoio da coordenadora do curso, professora Marta Esteves, buscou apoio da empresa AGROBOI, que forneceu os materiais, e da AE – Arquitetura e Engenharia Associados, que forneceu a mão de obra, para realizar os reparos.
Satisfeita com o benefício, a dona da casa disse que foi uma agradável surpresa quando ligaram para ela anunciando que sua residência fora sorteada para receber os reparos. “Às vezes, a gente entra numa promoção dessa e nem imagina que pode dar certo. Eu agradeço a FIMCA, a AGROBOI, a AE – Arquitetura e Engenharia Associados. Aos professores e alunos, porque ficou uma beleza a reforma. O pessoal fez mais do que o prometido, e eu ganhei a pintura de quase toda a casa. Isso me animou a continuar reformando minha casa, que é o único patrimônio que eu tenho”, disse a Sra. Francisca Santos, que é merendeira, trabalha em uma escola próxima de sua residência, e aluna do Curso de Pedagogia.
O professor Liandro de Almeida Loyola garantiu que conseguiu, junto a AGROBOI, tinta e massa corrida para a pintura de toda a casa. “Cumprimos além do prometido, e vamos, através da AE – Arquitetura e Engenharia Associados, oferecer a mão de obra para essa pintura”, ressaltou.
Segundo a coordenadora do curso, professora Marta Esteves, a iniciativa envolveu alunos, professores e empresários locais e deixou todos satisfeitos. “Não foi só a Sra. Francisca que foi beneficiada com essa ação. Todos nós, de certa forma, saímos dessa experiência mais fortalecidos, como pessoas e como instituições”, concluiu.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS