close
logorovivo2

PAINEL POLITICO - Banzeiros de Santo Antônio causam prejuízos incalculáveis - Alan Alex

PAINEL POLITICO - Banzeiros de Santo Antônio causam prejuízos incalculáveis - Alan Alex

DA REDAÇÃO

18 de Maio de 2012 às 16:39

PAINEL POLITICO - Banzeiros de Santo Antônio causam prejuízos incalculáveis - Alan Alex

FOTO: (Divulgação)

Banzeiros
 
O porto de Porto Velho está fechado. A culpa é dos banzeiros (ondas de rio) causados pela Santo Antônio Energia, responsável pela usina de Santo Antônio. Os prejuízos causados por esse fenômeno são incalculáveis, principalmente no que diz respeito às populações ribeirinhas. Interessante observar que até agora o consórcio não se manifestou apresentando alguma solução, ou seja, o prejuízo fica para a sociedade.
 
No Senado
 
Valdir Raupp fez um discurso alertando para o problema, mas isso não resolve nada. Impressionante como o corpo de engenharia desses consórcios é ruim, não é possível que ninguém tenha atentado para esses problemas. Mais fácil acreditar que eles sabiam o que iria acontecer mas preferiram se fazer de gato morto.
 
ONGs
 
Também é interessante perceber que nenhuma Organização Não Governamental se manifestou até agora. Logo que começou a discussão sobre as usinas, tínhamos ONGs de todo tipo e jeito. De uns tempos para cá os “ambientalistas” sumiram. Agora enchem o saco atrapalhando a construção da rodovia que liga Porto Velho a Manaus.
 
Pior
 
É que o problema dos banzeiros não tem solução. A usina está praticamente pronta e a tendência é a situação complicar ainda mais. Os banzeiros desmoronam as barrancas do rio, atrapalham a navegação e a produção agrícola das margens do Madeira. Ele também aumenta as probabilidades de acidentes com as imensas balsas que navegam no rio. Um questionamento que vale a pena ser feito é em relação a ponte que liga Porto Velho a Humaitá (AM) e está em fase de conclusão, será que os engenheiros que fizeram o projeto calcularam o impacto desses banzeiros na estrutura da ponte?
 
Descaso
 
Leitor da coluna telefonou falando sobre a fossa do posto de saúde Ana Adelaide. Segundo ele, há mais de um ano a fossa está sem tampa, levando bactérias e outras impurezas para o posto, que recebe centenas de doentes diariamente.
 
Voltando ao assunto
 
Tempos atrás a coluna chamava a atenção para o problema das feiras livres que acontecem em Porto Velho. Pois bem, elas continuam exatamente como eram há 50 anos, sem a menor condição de higiene, tumultuando o já complicado trânsito da cidade e deixando muita gente indignada, não pelas feiras, mas pela forma como elas são montadas.
 
Explicando
 
Em Porto Velho as feiras são itinerantes e acontecem de terça a domingo. A prefeitura que é responsável pela emissão de autorização para os feirantes, assim como a montagem das barracas e limpeza pós-feira. Ocorre que as precárias barracas não oferecem as mínimas condições de higiene. Como exemplo podemos citar o abate de frangos, que acontece ali mesmo, na calçada. As penas ficam jogadas, a água sua de sangue usada para lavar os frangos é jogada na rua. O mesmo acontece com quem vende peixe e carne. As carnes e peixes ficam expostos em mesas improvisadas, sob um sol escaldante durante toda a manhã.
 
Organização
 
Outro problema que vem sendo recorrente é o tumulto no trânsito. Nas avenidas Amazonas e Campos Sales a situação é ainda mais complicada. A prefeitura precisa reorganizar os locais das feiras para tentar diminuir o impacto no trânsito e ainda exigir melhorias, principalmente nas barracas que vendem queijos, frangos, carnes e peixes.
 
Eletrônico
 
Na segunda-feira, 21, a Assembleia Legislativa realiza café da manhã para o lançamento do Diário Oficial Eletrônico do Poder Legislativo, que passa a ter certificação digital. A versão impressa será extinta.
 
No dia seguinte
 
Acontece a leitura do relatório da Comissão Parlamentar Processante, que analisa a situação dos oito deputados envolvidos na Operação Termópilas.
 
Coice
 
Valdivino Tucura resolveu mostrar a que veio e mantém defesa ferrenha de Valter Araújo dentro da Assembleia. Mas se engana quem acha que ele se incomoda com o fato da imprensa falar sobre isso, pelo contrário. Ele bate no peito e afirma que é amigo mesmo até debaixo d'água. Segundo Tucura “parceiro é parceiro”. E ele resolveu encampar essa defesa dentro do parlamento. Os demais deputados estão incomodados com as declarações dele. Mas alguém aí acha que ele se preocupa?
 
Fora da pauta
 
O julgamento do processo que pode culminar com a perda de mandato do deputado Luiz Claudio pelo Tribunal Regional Eleitoral foi adiado. Foi retirado de pauta do último dia 15.
 
Segurança
 
Conforme a coluna antecipou, fortes medidas de segurança foram adotadas pela Assembleia Legislativa para a sessão do próximo dia 22. O trabalho vai envolver a Polícia Legislativa, a Polícia Militar, a Secretaria Municipal de Trânsito, a Companhia Independente de Trânsito, a Companhia de Operações Especiais (COE), o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e profissionais da área médica. Será desviado o trânsito de veículos nas avenidas Pinheiro Machado, Duque de Caxias, Rui Barbosa e Major Amarante – inclusive impedindo estacionamento - para facilitar o acesso das pessoas, que acontecerá pela Duque de Caxias, ao prédio da Assembleia Legislativa.
 
Mais
 
Haverá controle de acesso aos portões do prédio da Assembleia Legislativa, impedindo a presença de pessoas portando capacetes de trânsito, mochilas, fogos de artifícios, bandeiras com suportes, equipamentos sonoros (buzina de ar comprimido, vuvuzelas ou cornetas), copos e garrafas de vidro, dentre outros que possam ser utilizados para arremesso ou como arma. Haverá pontos de triagem na Pinheiro Machado com Rui Barbosa; na Pinheiro Machado com Major Amarante; na Rui Barbosa com Duque de Caxias; no pátio da Semad; na Travessa do Madeira e em frente ao Buffet do Brás com sinalização de trânsito e apoio de policiais militares. As informações são da própria Assembleia Legislativa.
 
Fale conosco
 
Contatos com a coluna podem ser feitos pelos telefones (69) 3219-3474 / 9209-0887, ou ainda pelo e-mail alan.alex@gmail.com. No Facebook/painel.politico, no Twitter/painelpolitico ou ainda no www.painelpolitico.com. Caso queira entregar denúncias ou documentos, favor encaminhar para Avenida Abunã, 1345, Olaria, Porto Velho – RO aos cuidados de Alan Alex.
 
Atenção grávidas
 
Fazer dieta na gravidez é seguro para mulheres e não traz riscos para o bebê, diz análise publicada na “British Medical Journal”. Os especialistas tomaram como fonte 44 estudos anteriores, envolvendo mais de 7 mil mulheres para recomendar a limitação de calorias, a dieta equilibrada e a ingestão de alimentos como grãos integrais, frutas e legumes.
 A sugestão é seguir uma dieta saudável sem pensar em “comer por dois”. Isto previne o excesso de peso e ainda diminuiu o risco de complicações. Na Europa e nos Estados Unidos, entre 20% a 40% das mulheres ganham mais do que o peso do que o recomendado durante a gravidez. Estas taxas têm tendência de crescimento.
 Mesmo tendo analisado tantos estudos anteriores, a recomendação recém-publicada não está livre de polêmica. Por exemplo, o Instituto Nacional de Saúde e Excelência Clínica (Nice, na sigla em inglês), do Reino Unido, publicou em 2010 um comunicado no qual orienta as gestantes a não fazer dieta, “pois pode prejudicar a saúde do bebê".
 Excesso de peso está associado a complicações na gestação como pré-eclampsia, diabetes e pressão arterial elevada, assim como o parto prematuro.
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS