close
logorovivo2

Liga dos Camponeses Pobres invadem fazenda armados e humilham vítimas

A Liga dos Camponeses Pobres (LCP) continua tocando o terror na região do Vale do Jamari, e desta vez um bando composto por 17 elementos encapuzados e armados com escopetas, carabinas, revólveres, pistolas e até um fuzil 7.62 invadiram durante a manhã de

DA REDAÇÃO

13 de Abril de 2012 às 08:00

Liga dos Camponeses Pobres  invadem fazenda armados e humilham vítimas

FOTO: (Divulgação)

A Liga dos Camponeses Pobres (LCP) continua tocando o terror na região do Vale do Jamari, e desta vez um bando composto por 17 elementos encapuzados e armados com escopetas, carabinas, revólveres, pistolas e até um fuzil 7.62 invadiram durante a manhã de ontem (12) uma fazenda de criação de gado e peixe na linha C-52 entre os municípios de Monte Negro e Buritis, pertencente ao Advogado Dr Lenzi. A invasão aconteceu ao amanhecer e contou com a participação de 12 homens e 05 mulheres, não satisfeitos o bando sequestrou todos os funcionários e suas famílias e os mantiveram em cárcere, bastante agressivos os criminosos passaram a humilhar as vítimas e não pouparam nem crianças e obrigaram as esposas dos funcionários da fazenda a fazerem almoço para todos, logo em seguida chegou uma caminhonete F-4000 de cor vermelha e com a placa escondida com lona preta e carregada com mantimentos, roupas e pertences ao bando.

Uma denúncia sobre o que estava ocorrendo levou a Polícia Militar de Monte Negro ao local no final do dia, ao se aproximarem da propriedade olheiros do bando avisou a todos da chegada da PM e conseguiram fugir deixando para trás roupas, pertences, 200 gramas de chumbo grosso, 1 caixa de espoletas, 1 cartucho deflagrado calibre 16, 1 rolo de lona preta para possível cobertura de barracos, 3 caixas de foguetes e uma faixa com sigla “LIGA” fixada na porteira de entrada, a PM resgatou as vítimas e todo o material foi apreendido, todos os funcionários decidiram abandonar a propriedade com medo das ameaças.
Um recente levantamento feito pela Secretaria de Segurança do Estado comprova que a LCP é uma facção criminosa que tem em seus objetivos convocar e treinar pessoas humildes, boa parte vindos de outros estados à invadirem propriedades rurais e resistirem com violência e quando preciso dão “Segurança” armada aos movimentos. Na última terça feira foi assassinado na região de Jacinópolis um dos líderes da LCP e no bolso das vestes dele foi encontrado um rascunho escrito em código a pauta de uma reunião com camponeses, um dos códigos dizia “AD Massa” para a polícia isso significa Adestramento das massas, ou seja, treinamento dos Camponeses com táticas de guerrilha e até como se comportarem na cadeia se caso forem presos.
A região de Buritis se tornou a mais violenta do estado de Rondônia, dados da Polícia revela que somente neste ano foram registrados 22 homicídios e que cerca de 80% dos casos tem envolvimento da LCP e até mesmo  o assalto ao Banco do Brasil realizado em Monte Negro no mês de  outubro de 2011 em que deixou um Policial da Força Nacional baleado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS