close

Sede do novo Sine Municipal será inaugurada nesta terça-feira

Será nesta terça-feira, 20, a reinauguração do Sine Municipal, da Prefeitura de Porto Velho, que funcionará no prédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Socioeconômico e Turismo (Semdestur) ao lado do prédio onde o órgão funcionava. No novo espaço

DA REDAÇÃO

19 de Dezembro de 2011 às 15:00

Sede do novo Sine Municipal será inaugurada nesta terça-feira

FOTO: (Divulgação)

Será nesta terça-feira, 20, a reinauguração do Sine Municipal, da Prefeitura de Porto Velho, que funcionará no prédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Socioeconômico e Turismo (Semdestur) ao lado do prédio onde o órgão funcionava. No novo espaço, que fica no pavimento térreo, também funcionará o Banco do Povo. O coordenador municipal de Qualificação e Trabalho do Sine (Sistema Nacional de Emprego), Jorge Amado, explicou que no novo prédio o espaço está mais adequado para o atendimento à população, por ser bem mais amplo que o anterior. “Aqui teremos mais comodidade para atender ao público. O espaço é o dobro do outro. Ampliamos também o número de atendentes. Antes eram apenas quatro. A partir desta terça-feira passaremos a trabalhar com 10 atendentes. Também foi montado um novo sistema de informática, com equipamentos novos que contribuirão para melhorarmos o atendimento”, disse o coordenador.
Outra novidade é a ampliação do número de banheiros que passam a ser dois, um com acessibilidade, adaptado para portadores de necessidades especiais. Também haverá mudança no que diz respeito a emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Antes o próprio Sine, com a autorização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), assegurada por meio de um convênio, era que fazia a emissão do documento. Agora serão os técnicos da Delegacia Regional do Trabalho (DRT) que farão o serviço. A DRT terá um espaço reservado no novo Sine
Como funciona o Sine Municipal
A criação do Sine Municipal foi uma iniciativa do prefeito Roberto Sobrinho, com o objetivo de intermediar a relação entre os trabalhadores que buscam uma colocação profissional e as empresas que necessitam de mão-de-obra. O programa operacionalizado pela Semdestur por meio do Departamento do Trabalho é inteiramente gratuito, ou seja, não tem custo nem para o trabalhador nem para a empresa. No setor formal as ações estão voltadas à captação de vagas nos diversos estabelecimentos empresariais dos setores do comércio, indústria e construção civil; cadastramento e encaminhamento de trabalhadores selecionados e qualificados para as vagas oferecidas pelas empresas.
No informal, o Sine trabalha na divulgação e intermediação de trabalho para os profissionais cadastrados nas seguintes categorias: diaristas (empregada doméstica, babá, lavadeira, passadeira, etc.) e trabalhadores autônomos em geral. Considerado o caminho mais curto entre o trabalhador e o empregado, o Sine Municipal trabalha tanto com o setor formal como o informal na intermediação de mão-de-obra. Para isso o interessado deve procurar a sede do Sine Municipal portando a Carteira de Trabalho e de Identidade para fazer o cadastro. Em seguida ele é encaminhado para vagas de emprego que sejam compatíveis com o perfil do candidato.
No caso dos empresários ou empregador, para se cadastrar é só ligar para os telefones 3901-3182/3901-3181 ou comparecer ao Sine Municipal e fornecer as informações sobre o perfil desejado do trabalhador para ocupar a vaga disponível em sua empresa/casa. Caso o trabalhador não possua ou tenha perdido a sua Carteira de Trabalho, ele pode tirar o documento no próprio Sine. Ainda em parceria com o Ministério do Trabalho, o Sine Municipal oferece também o serviço de Habilitação ao Seguro Desemprego.
Qualificação de mão-de-obra
Por meio da Divisão de Preparação de Mão-de-Obra (DPMO), do Departamento do Trabalho, o Sine trabalha para qualificar e requalificar trabalhadores de baixa renda e escolaridade. O serviço é indicado para jovens que buscam o primeiro emprego e trabalhadores autônomos em geral.
A qualificação profissional é executada por cursos em parcerias com organizações e entidades não-governamentais (ONGs) que atuam na área de profissionalização. O serviço é inteiramente gratuito para trabalhadores e empresários/empregadores.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS