close
logorovivo2

Espetáculo no Banzeiros ganha mais duas apresentações pela Fundação Iaripuna

Espetáculo no Banzeiros ganha mais duas apresentações pela Fundação Iaripuna

DA REDAÇÃO

9 de Dezembro de 2011 às 15:06

Espetáculo no Banzeiros ganha mais duas apresentações pela Fundação Iaripuna

FOTO: (Divulgação)

A Fundação Municipal Cultural Iaripuna ampliou em mais duas apresentações a temporada do espetáculo Caim- um Mistério, encenado pelo grupo Abstractus/Ponto de Início, de Porto Velho. A peça havia sido confirmada para apenas duas apresentações, no teatro Municipal Banzeiros, mas a grande procura por parte do público e o sucesso do espetáculo fez com que duas novas datas fossem incluídas. Com isso, o grupo volta ao palco do Banzeiros nesta sexta e sábado, dias 9 e 10 de dezembro, a partir das 20h, com entrada grátis.
 Escrita pelo poeta britânico Lord Byron, um dos mais célebres romancistas do século 19, a história de Caim é dirigida por pelo diretor e professor de teatro Elcias Villar, e conta com a participação de um elenco formado por sete atores e atrizes rondonienses.
Um dos mais destacados grupos de teatro da Capital, o Abstractus foi responsável por um curso de interpretação cênica promovido em 2011 e que reuniu dezenas de aspirantes a ator e atriz em Porto Velho.
Arte de Todos
Um dos mais reconhecidos diretores teatrais de Porto Velho, Villar também dirige as oficinas de teatro de corpo oferecidas pelo projeto Arte para Todos, da Fundação Iaripuna, que mantém 75 cursos de dança, teatro, música, e artesanato, com alunos de todas as idades.
Na montagem da história bíblica escrita por Byron, Adão, Eva, Caim e Abel são personagens revisitados na discussão filosófica a respeito de Deus, como sugere o folder de divulgação do espetáculo.
Lord Byron nasceu em Londres, em 22 de janeiro de 1788, e morreu em Missolonghi, a 19 de abril de 1824. Se destacou por obras como Peregrinação de Child Harold e Don Juan, sendo um dos poetas mais lidos no mundo até hoje. Sua obra exprime o pessimismo romântico, com a tendência a se voltar contra os outros e contra a sociedade, sendo vista como um grande painel autobiográfico.
Antes das apresentações dos dias 2, 3, 9 e 10 de dezembro, a peça já havia sido encenada nos dias 18 e 25 de novembro.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS