close

Bellydance Amazônia Orient acontecerá neste sábado na Estrada de Ferro Madeira Mamoré

Bellydance Amazônia Orient acontecerá neste sábado na Estrada de Ferro Madeira

DA REDAÇÃO

13 de Outubro de 2011 às 14:31

Bellydance Amazônia Orient acontecerá neste  sábado na Estrada de Ferro Madeira Mamoré

FOTO: (Divulgação)

No próximo sábado, dia 15, ocorrerá o espetáculo de dança Bellydance Amazônia Orient, uma mistura de ritmos amazônicos, tribais e orientais, como a dança do ventre e a dança indiana. A apresentação será no teatro de arena do Complexo Cultural da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, a partir das 19h.
 
O espetáculo é coordenado pela professora e dançarina Christina Pontes, que conseguiu reunir no palco as bailarinas profissionais Joline Andrade e Maise Ribeiro, além do grupo amazonense Caxemira e demais artistas de Porto Velho. “Vamos inovar com a participação de um grupo de percussão e ainda a presença da cantora rondoniense Ceiça Farias, que interpretará canções com temas amazônicos”, destacou Christina Pontes. Segundo ela, o espetáculo vai contar várias expressões diferentes e um corpo de dançarinos com mais de 30 integrantes.
 
Joline Andrade, que mostrará um pouco da sua dança tribal nesse espetáculo, é bailarina, coreógrafa, professora, produtora e pesquisadora na área da dança. Formada em licenciatura em dança e no curso de dançarino profissional pela Universidade Federal da Bahia, participou do curso de pós-graduação em estudos contemporâneos sobre dança na mesma universidade.
 
Performances
 
O Bellydance Amazônia Orient é uma produção do Instituto de Tecnologia, Educação, Pesquisas Socioambientais e culturais do Mamoré, e promete encantar o público com suas performances. Christina enalteceu a parceria feita com a Prefeitura de Porto Velho e também com o Governo do Estado, o que permitiu a realização do espetáculo.
 
O músico e entusiasta da arte Julio Iriarte, ex-presidente da Fundação Iaripuna, considera o Bellydance Amazônia Orient um show performático sério e criativo, recheado de técnica, plástica, ousadia e sensualidade. “Já assisti várias vezes e não me canso de repetir. Desta vez, a novidade será a entrada em cena da pós-graduada bailarina baiana Joline Andrade”, destacou. “Dá pra imaginar Christina Pontes e Joline Andrade juntas num só espetáculo? É coisa de doido!”, comemorou.
 
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS