close

SEMUSB - Secretário desmente denúncia de vereadora, trator é particular e estava locado para fazendeiro

O referido trator estava trabalhando no “bota-fora”, quando apresentou problemas no rodante e foi encaminhado no ultimo dia 26 de julho para reparo na Visa Tratores.

DA REDAÇÃO

2 de Agosto de 2011 às 20:35

SEMUSB - Secretário desmente denúncia de vereadora, trator é particular e estava locado para fazendeiro

FOTO: (Divulgação)

Uma denúncia formulada pela vereadora Ellis Regina (PCdoB) na tribuna da Câmara de Vereadores de Porto Velho contra a administração municipal está eivada de inverdades e pode levar a opinião publica a chamada desinformação. Um processo criminal de calunia também pode ser protocolado contra a vereadora na Justiça para se restabelecer a verdade dos fatos.
 
Segundo a vereadora, ela teria encontrado um trator de esteira alugado e abastecido pela Prefeitura trabalhando numa fazenda da bacia leiteira de Porto Velho que teria sido cedido para fazer trabalhos naquela propriedade particular pelo secretário municipal de Serviços Básicos, Jair Ramíres, em troca de uma dívida contraída por este com o dono da fazenda.
 
Ainda de acordo com a vereadora, a máquina foi alugada à Prefeitura por uma empresa chamada RR, que, por sua vez, alugou o trator do irmão do ex-secretário municipal de Obras, Edson Silveira.
 
Em contato com o Rondoniaovivo, o secretario Jair Ramires desmentiu a denúncia e explicou o que aconteceu neste episódio. O trator pertence a Fortal e não a RR. A empresa mantém contrato de locação de hora máquina com a prefeitura, através da Semusb, via registro de preços.
 
O referido trator estava trabalhando no “bota-fora”, quando apresentou problemas no rodante e foi encaminhado no último dia 26 de julho para reparo na Visa Tratores.
 
A Semusb solicitou outro trator esteira da Fortal para a manutenção do contrato de locação do município, no que foi prontamente atendido pela empresa.  No ultimo dia 29, a máquina quebrada ficou pronta e foi locada pela Fortal para um fazendeiro realizar um serviço de 70 horas máquinas.
 
Tem que ficar claro que o trator não pertence ao município. A empresa repôs a máquina quebrada e manteve o contrato. Nós não alugamos a máquina e sim compramos horas-máquinas, que pode ser executado com outro veiculo, contanto que atenda as especificações do contrato” disse Ramires, que também disse que nem conhece o fazendeiro que locou o trator da empresa Fortal.
 
Em relação a denúncia, Ramires disse que faltou apuração mais rigorosa por parte da vereadora. “O empresário pode alugar outras máquinas de sua propriedade para quem quiser.” disse o secretário.
 
Eu lamento a postura da vereadora, que antes de se inteirar dos fatos, faz acusações levianas contra empresários e funcionários públicos” finalizou Ramires.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS