close
logorovivo2

EMPREGOS - Usina Jirau volta contratar para retomada das obras

Usina Jirau volta contratar para retomada das obras

DA REDAÇÃO

18 de Julho de 2011 às 10:13

EMPREGOS - Usina Jirau volta contratar para retomada das obras

FOTO: (Divulgação)

A prioridade da construtora Camargo Corrêa é recontratar os trabalhadores desligados da empresa durante a desmobilização no mês de março e abre novas vagas.
A UHE Jirau retoma o ritmo normal de atividades e a construtora responsável pelas obras civis do canteiro abre novas vagas para contratação de profissionais durante os meses de julho, agosto e setembro deste ano.
A meta para esses próximos três meses é contratar em torno de seis mil trabalhadores para as vagas de ajudante, armadores, carpinteiros, pedreiros, soldadores, mecânicos industrial, entre outras com esse mesmo perfil. “A movimentação no setor de recrutamento aqui na obra vem atingindo as expectativas.
Nós estamos conseguindo trazer em torno de 100 a 120 candidatos por dia”, afirma o coordenador administrativo da Camargo Corrêa, Elizandro Toazza.
O mecânico montador civil e industrial, Wilmar Diniz, veio para o recrutamento atraído pelo salário e em busca de estabilidade. “Preciso pensar na minha aposentadoria, o salário que estão oferecendo aqui em Jirau é bom e trabalhando direitinho conseguimos estabilidade”.
Só para esse mês, a construtora pretende contratar 2.500 pessoas. Até o momento, entraram 500 novos profissionais e 300 estão em processo de admissão. A prioridade da empresa é readmitir os trabalhadores que deixaram o canteiro após o tumulto ocorrido em março. Todos eles receberam (na época) uma carta de preferência de recontratação, e os que demonstram interesse em voltar, são chamados para ocuparem os mesmos cargos que exerciam anteriormente no canteiro de obras.
O soldador Anderson Frazão é um dos profissionais que retorna à sua função na frente de serviço em Jirau. “Fiquei muito contente. Disseram que estavam mandando gente para cá e eu pensei que ela não me pegaria de volta, mas como me deram a carta eu voltei e já começo a trabalhar amanhã”, diz.
De acordo com o setor administrativo da Camargo Corrêa, as cinco mil vagas imediatas que estão previstas são para a retomada das obras durante os próximos meses. Mas o recrutamento não pára e até o final da construção serão contratadas mais pessoas por conta da rotatividade normal da empresa.
 
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS