close

Assembleia aprova projeto de Jesualdo Pires que exige nível superior para escrivão de polícia

Assembleia aprova projeto de Jesualdo Pires que exige nível superior para escrivão de polícia

DA REDAÇÃO

2 de Junho de 2011 às 17:13

Assembleia aprova projeto de Jesualdo Pires que exige nível superior para escrivão de polícia

FOTO: (Divulgação)

Os novos integrantes do cargo de escrivão de polícia de Rondônia, do grupo polícia civil – símbolo PC 300, terão que possuir diploma de nível superior. A exigência conta do projeto de lei, de autoria do deputado Jesualdo Pires (PSB), aprovado pela Assembleia Legislativa. A matéria segue para sanção do governador do Estado.
 
Ao justificar sua proposição, Jesualdo Pires citou que “detentores das maiores responsabilidades processuais, os escrivães de policia têm como fundamento proceder a formalização dos autos dos inquéritos processuais, desde a sua inicialização, acompanhamento, até a sua conclusão, lavra e subscrever autos e termos pertinentes aos ritos processuais. Procuramos exteriorizar a suma importância em modificarmos a exigência dos requisitos necessários para a investidura ao cargo, visto que a relevância do cargo justifica o projeto de lei. É evidente a crescente responsabilidade da qualificação desses profissionais que atuam pelo zelo do bem-estar social, contribuindo para o aprimoramento e especialização do corpo técnico policial civil. Eles (escrivães) asseguram a eficácia e eficiência aos serviços prestados à população”.
 
Com fé pública ao teor de suas certidões, o escrivão de polícia, dentre outras atribuições, atenderão atividades de formalização dos procedimentos relacionados com as investigações criminais e operações policiais; lavrar e subscrever autos e termos adotados na mecânica processual e fiscalizar a continuidade dos inquéritos policiais, providenciando seu rito processual na maior brevidade possível; lavrar termos de fianças e recolher os respectivos valores às repartições competentes; lavrar autos de prisão, de apreensão, de restituição, de depósito, de acareação e reconhecimento: fornecer certidões, conforme despacho da autoridade policial e expedir cópias de outros documentos cartorários, para os fins requeridos, após despacho autorizatório do delegado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS