close

Ouro Preto chama atenção para exploração sexual infanto-juvenil

Ouro Preto chama atenção para exploração sexual infanto-juvenil

DA REDAÇÃO

20 de Maio de 2011 às 08:33

Ouro Preto chama atenção para exploração sexual infanto-juvenil

FOTO: (Divulgação)

A Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente do Município de Ouro Preto do Oeste realizou na última quarta-feira (18) uma caminhada pelas principais ruas da cidade para lembrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
A ação foi articulada pela Secretaria Municipal de Ação Social-SEMA em conjunto com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) e Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). A passeata também teve o envolvimento das escolas públicas e particulares, Secretaria de Estado de Assistência Social-SEAS, Associações, Conselho Tutelar, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros com os alunos do projeto Bombeiro Mirim.

De acordo com a vereadora Rosaria Helena a organizadora do evento o objetivo da mobilização é chamar a atenção da sociedade para o problema e promover e incentivar a denúncia contra o abuso e a exploração sexual das crianças e adolescentes do Município de Ouro Preto do Oeste.

Após o percurso, todos os participantes realizaram atividades em frente ao Palácio dos Pioneiros, sede do Poder Executivo municipal, onde as escolas apresentaram os resultados das atividades que vinham sendo trabalhadas em torno do tema. Cada escola mostrou seu trabalho em forma de teatro, poesia, paródia, jogral ou fantoche.
A aluna da Escola Estadual Joaquim de Lima Avelino, Anna Karolyne Vilar de Araujo, de 13 anos, disse que acredita neste trabalho de combate e pensa que ele é importante. “Nós temos que prevenir esse tipo de crime, porque queremos paz e não violência”, afirmou Karolyne.

 “As ações de Combate à Exploração Sexual Infantil em Ouro Preto continuam durante todo o ano com as reuniões de pais que serão acompanhadas pelo CRAS e CREAS como forma de alcançar as famílias”, disse a vereadora Rosaria Helena que acrescentou - É preciso que os jovens e as crianças saibam identificar um ato de abuso sexual, para que eles mesmos possam denunciar esse tipo de violência. Por esse motivo que o prefeito Alex Testoni vem dando apoio para as ações de combate a este tipo de violência.
É importante que a comunidade denuncie os casos de violência contra crianças e adolescentes. Diversos órgãos estão à disposição das pessoas para que as denúncias sejam feitas, como: a Polícias Militar e Civil, as escolas, o Creas, Conselho Tutelar e até igrejas. Existe, também, central de atendimento com o disque 100.
O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes existe desde 2000, instituída pela Lei Federal N. 9.970. Foi eleita para lembrar um crime que chocou o país e ficou conhecido como o "Crime Araceli", ocorrido em 1973, em Vitória (ES). A campanha tem por finalidade alertar a sociedade para a problemática do abuso e da exploração sexual e incentivar as denúncias.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS