close

Jesualdo é o deputado designado para ser o relator do orçamento de Rondônia em 2011

Jesualdo é o deputado designado para ser o relator do orçamento de Rondônia em 2011

DA REDAÇÃO

9 de Novembro de 2010 às 17:45

Jesualdo é o deputado designado para ser o relator do orçamento de Rondônia em 2011

FOTO: (Divulgação)

O deputado Jesualdo Pires (PSB) foi designado relator da proposta do orçamento do Estado de Rondônia para 2011, com estimativa de receita e despesa na ordem de R$ 5,2 bilhões, enquanto que o deputado Alexandre Brito (PSDB) vai atuar como sub-relator. Essa definição aconteceu na tarde desta terça-feira (9) na reunião ordinária da Comissão de Finanças, Economia e Orçamento. A designação se deu através do voto dos membros da Comissão.

Após ser escolhido relator, Jesualdo Pires anunciou que a análise do orçamento começará imediatamente. “Abrirei diálogo com os poderes constituídos, entidades dirigentes e comunidade em geral. Havendo necessidade, vou chamar a equipe técnica da Seplan para discutir a matéria e proferir os ajustamentos condizentes”, disse ao falar que pretende apresentar o relatório final do projeto até o dia 12 de dezembro para que a matéria seja aprovada pelo plenário até o dia 15 de dezembro, último dia de sessão ordinária deste ano.

Jesualdo Pires comentou também que atuará em conjunto com a equipe de transição do futuro governo “porque caberá a nós deputados a aprovação do orçamento que será utilizado pelo próximo governador (Confúcio Moura) no ano de 2011”. O relator observou também que hoje o setor de saúde é o que requer maior dedicação para se resolver problemas que afligem a população, lembrando que a educação e a segurança pública também terão atenção especial. Uma rubrica para a implantação da Universidade Estadual também deverá ser trabalhada por Jesualdo para viabilizar o funcionamento da instituição de ensino superior do Estado de Rondônia.

A proposta orçamentária para o ano de 2011, que compreende o orçamento fiscal e o orçamento da seguridade social – abrangendo todos os Poderes do Estado, Órgãos e Entidades da Administração Direta e Indireta - está fundamentada nas normas constitucionais, bem como na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), assim como no Plano Plurianual (PPA) de Rondônia, relativo ao período de 2010 – 2011. O projeto prevê a autorização de remanejamento de dotações orçamentárias, de uma mesma categoria econômica, ou de uma categoria econômica para outra, dentro do mesmo órgão, até o limite máximo de 20% da dotação do órgão e que Executivo poderá abrir créditos suplementares até o limite de 3% da receita prevista de R$ R$ 5,2 bilhões.

Conforme o detalhamento feito pelo Poder Executivo, o orçamento para 2011 destina para cada órgão os seguintes montantes:

 

PODER LEGISLATIVO      R$ 211.389.99

Assembléia Legislativa          R$ 133.436.899

Tribunal de Contas                 R$ 77.101.038

Fundo Institucional                R$ 851.162

PODER JUDICIÁRIO         R$ 413.798.061

Tribunal de Justiça                 R$ 372.797.061

Fundo de Aperfeiçoamento   R$ 41.001.000

Ministério Público      R$ 135.154.000

Fundo de Desenvolvimento Institucional MP          R$ 1.650.000

Defensoria Pública     R$ 30.263.300

PODER EXECUTIVO         R$ 4.409.395.540

Administração Direta             R$ 3.101.074.686

Fundos                       R$ 945.664.741

Administração Indireta (Autarquias e Fundações)   R$ 362.656.113

 

COMISSÃO

A Comissão de Finanças, Economia e Orçamento que já está apreciando a proposta orçamentária de R$ 5,2 bilhões para o exercício de 2011conta com a seguinte composição: Luiz Cláudio (PTN) – presidente; Alexandre Brito (PSDB), Miguel Sena (PSDB), Jesualdo Pires (PSB), Ribamar Araujo (PT), Edson Martins (PMDB) e Eurípedes Lebrão (PTN) – membros efetivos; Valter Araujo (PTB) e Luizinho Goebel (PV) – suplentes.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS