close
logorovivo2

NÃO PEGOU – Ex-vereador fez homenagem para seu pai, moradores continuam chamando avenida de "Rio Madeira" – Vídeo e Fotos

A sociedade portovelhense solicita que o ex-vereador David Chiquilito, mostre para a comunidade da capital o abaixo assinado realizado na época da alteração do nome da avenida e prove quantas pessoas assinaram e quantas foram ouvidas para essa mudança. En

DA REDAÇÃO

10 de Setembro de 2010 às 10:26

NÃO PEGOU – Ex-vereador fez homenagem para seu pai, moradores continuam chamando avenida de "Rio Madeira" – Vídeo e Fotos

FOTO: (Divulgação)

Há aproximadamente 2 anos e dez meses, exatamente no dia 20 de outubro de 2008, a Câmara de Vereadores de Porto Velho aprovava um projeto de lei no mínimo contestável. De autoria do então vereador, David Chiquilito Erse, o projeto propôs mudar o nome da avenida Rio Madeira para avenida Prefeito Chiquilito Erse.
 
O projeto era embasado em um abaixo assinado feito por 253 moradores da avenida, que solicitaram a mudança de nome. O Rondoniaovivo.com publicou na época uma matéria que mostrava que esse abaixo assinado é inconsistente, pois não correspondiam com o real desejo de todos os moradores da avenida e estava sustentado pela legalidade. Confira aqui a matéria que prova que entre os moradores que assinaram o abaixo assinado existem várias irregularidades da comprovação de residência. Uma verdadeira esculhambação com a cara do povo.
 
De acordo com a lei 1265/1996, no seu inciso 1º, a mudança pode ser solicitada quando o logradouro tem o nome constituído por letras ou números, ou ainda, atendendo a solicitação da maioria absoluta dos moradores da rua. Fica inimaginável acreditar que ao entorno de toda a avenida Rio Madeira exista apenas 253 moradores.
 
O abaixo assinado não tinha nenhuma comprovação legal que atestasse a quantidade de moradores da Rio Madeira. Antes de ir para a votação projeto ainda passou por duas comissões, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), composta na época pelos vereadores, David Erse, José Wildes e Jair Ramires e a CDU (Comissão Desenvolvimento Urbano e Obras), que tinha como relator o vereador Valter Araujo. Em ambas as comissões o projeto de lei passou sem nenhum problema.

Mesmo, com todas as evidências de que o abaixo assinado não correspondia com a verdade, os vereadores de Porto Velho decidiram mudar o nome de uma das mais importantes avenidas da cidade para o nome do pai do vereador que propôs a alteração no logradouro.

A sociedade portovelhense solicita que o ex-vereador David Chiquilito, mostre para a comunidade da capital o abaixo assinado realizado na época da alteração do nome da avenida e prove quantas pessoas assinaram e quantas foram ouvidas para essa mudança. Enquanto isso não for realizado a alteração permanece de forma ilegal.

Não pegou

O fato é que hoje, quase três anos depois da conturbada mudança de lei, a realidade é que o nome da avenida mudou apenas nas novas placas colocadas em todo o entorno da
avenida, pois entre os moradores o nome da avenida continua o mesmo, Rio Madeira. Os comerciantes do local sempre utilizam o nome original da avenida para dar como referência, e o que é pior existem moradores que sequer sabem que o nome mudou.
 
A equipe de reportagem do Rondoniaovivo.com, conheceu Juarez da Cruz Brandão, pequeno comerciante e morador da avenida Rio Madeira há mais de 30 anos. De acordo com Juarez, ninguém nunca passou na sua casa para perguntar, informar, ou sequer avisar que a avenida havia mudado de nome.
 
“Nunca chamei essa avenida de outro nome a não ser Rio Madeira, isso é coisa de político que parece não ter mais o que fazer, tanta coisa para se preocupar e vem querer mudar uma coisa que ta certa no lugar dela”, afirmou Juarez da Cruz.
 
Absolutamente nenhuma das pessoas que foram entrevistadas pela equipe de reportagem do Rondoniaovivo.com disseram conhecer a avenida por qualquer outro nome que não seja Rio Madeira.
 
O Ponto
 
A questão não se resume ao merecimento ou não do ex-prefeito de Porto Velho, Chiquilito Erse, em ter uma importante avenida da cidade em seu nome, a questão é que as coisas devem ser feitas de acordo com a legalidade, fato esse comprovado por varias matérias que não aconteceu.
 
Alterar o nome da rua onde mora um cidadão é um fato que de alguma forma modifica a rotina dessa pessoa, por isso decisões desse porte não podem ser feitas por vontade pessoal de homenagear seja que for. Aliás, se era para ser uma homenagem não deu muito certo, visto que o nome da avenida pode ter sido alterado no mapa, mas para toda comunidade portovelhense  continua sendo Rio Madeira.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS