close

Primeira empresa brasileira de reciclagem com ciclo fechado começa a operar em novembro em Porto Velho

1ª empresa brasileira de reciclagem com ciclo fechado começa a operar em novembro em Porto Velho

DA REDAÇÃO

7 de Julho de 2010 às 16:28

Primeira empresa brasileira de reciclagem com ciclo fechado começa a operar em novembro em Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

A Amazon RCP, que está em fase de instalação em Porto Velho, será a primeira empresa brasileira de reciclagem a trabalhar com ciclo fechado – produz o material, faz a distribuição no mercado e, por fim, recolhe o que iria ao lixo para reciclagem.
 
De acordo com o responsável técnico da empresa, Fábio Eduardo, a empresa, cuja previsão de funcionamento é para o mês de novembro, é fruto de mais de dois anos de estudos e pesquisa. Segundo ele, a iniciativa, além de gerar emprego virá contribuir para a conservação do meio ambiente. “Nós estamos promovendo parceria e incentivando a criação de outras cooperativas para a retirada das garrafas pet jogadas nas ruas e nos lagos”.
 
A empresa, já em fase de implantação, está localizada no Distrito Industrial, na BR-364 saída para Cuiabá-MT, e, de início, deve abrir cerca de 100 novos postos de trabalho. “Esse número se refere aos empregos diretos, mas haverá também os empregos indiretos”, ressalta Fábio Eduardo.
 
Além de Rondônia, a Amazon RCP pretende atuar na coleta de garrafas em Rio Branco (AC) e em Manaus (AM) e Cuiabá (MT). Segundo Fábio Eduardo, todo o material recolhido será reaproveitado para a industrialização de novas garrafas e de produtos que levem plástico em sua composição. “A princípio, a empresa trabalhará com produtos pet, mas há estudo para a fabricação de tubos, telhas e outros produtos”.
 

Outro ponto forte da Amazon RCP, segundo Fábio Eduardo, é que ela é a primeira empresa brasileira a ter certificação pelos institutos FDA Food And Droug (americano) e Institut Frhaumhoffer (alemão). “Todo maquinário, tecnologia e material é certificado por órgãos internacionais de qualidade”, acentua. Fábio Eduardo afirma ainda que existem muitas empresas que fazem reciclagem, mas sem certificação industrial de reciclagem de produtos Pet.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS