close

Painel Político – (PMDB pressiona e PT vem de vice. Usinas vão alagar mais que anunciado) - Alan Alex

PMDB pressiona e PT vem de vice. Usinas vão alagar mais que anunciado

DA REDAÇÃO

1 de Abril de 2010 às 17:25

Painel Político – (PMDB pressiona e PT vem de vice. Usinas vão alagar mais que anunciado) - Alan Alex

FOTO: (Divulgação)

Ou vem, ou vem

O senador Valdir Raupp (PMDB) deixou claro que o PMDB vai pressionar o PT para fechar uma coligação em Rondônia e nos demais estados que forem do interesse da sigla. Ele disse ontem em Ariquemes que “um movimento que surgiu em três estados onde as regionais petistas se rebeleram já atingiu dez estados e que o PMDB só vai firmar aliança com Dilma, se Lula determinar que os “rebeldes” acatem a decisão da Nacional, “nós só vamos apóiar Dilma depois que fecharmos as alianças regionais. Do contrário, nada feito”, disse Raupp que é vice-presidente nacional do partido.

Isso confirma


A informação que eu publiquei no início da semana sobre a aliança PT/PMDB aqui em Rondônia. Raupp quer Valverde como vice de Confúcio e com um recado claro desses, é bom a companheirada local sossegar o facho. Eles vão ter que aceitar a imposição do Planalto, do contrário, a eleição de Dilma vai ser um sonho distante, já que, sem o PMDB, o PT não emplaca.

Escanteio

Rui Motta, virtual pré-candidato ao Senado pelo PDT estaria sendo colocado de lado pelo senador Acir Gurgacz. A indicação de Motta para disputar o senado seria a evidência mais forte, já que Acir não pretende investir na candidatura de Rui.

Próximos

Ivo Cassol e Gurgacz andam conversando sobre as eleições deste ano.

Fechado

Tiziu Jidalias vai fazer dobradinha com Cassol ao Senado. Isso já foi fechado e consolidado.

Carão

A bronca que Ivo Cassol deu em Roberto Sobrinho em Vilhena foi filmada e é constrangedora. Cassol de dedo em riste, apontando para Roberto dizendo, “você me respeite porque você é incompetente e nem por isso eu fico te chamando disso por aí”, falou Cassol. Roberto tentava se explicar, tentando negar ter chamado o governador de “vaca braba”. Valverde não sabia se ia ou se ficava. Vergonha pela pessoa.

Transposição

o senador Valdir Raupp cobrou esta semana do secretário-executivo do ministro do Planejamento, João Bernardo uma posição sobre a apresentação da minuta sobre o projeto de lei que será encaminhado ao Congresso Nacional  regulamentando a emenda constitucional  nº 60, e que trata sobre a transposição dos servidores para os  quadros da União. Bernardo garantiu ao senador que a minuta será apresentada na  próxima terça-feira (06/04) à bancada federal rondoniense, ás 17 horas, em Brasília. Raupp foi o relator da PEC da transposição no Senado Federal e trabalhou pela aprovação em um prazo recorde. O senador informou que assim que a minuta do projeto regulamentando a Emenda Constitucional nº 60, chegar ao Senado e a Câmara dos Deputados  prosseguirá no trabalho de articulação juntamente com  a deputada federal Marinha Raupp para que a aprovação ocorra o mais breve possível.

Mancha

A área que será alagada pelas usinas, a chamada mancha de alagação está errada. Os cálculos foram feitos de forma a demonstrar um impacto ambiental reduzido. No Brasil, para cada megawatt gerado é necessário alagar, em média, cerca de 0,57 km². Os consórcios das usinas afirmaram conseguir reduzir esse valor de alagamento para 0,08 km². Segundo o professor titular do departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Luiz Novoa, a prova disso é o remanejamento de famílias que serão atingidas pelas usinas.

Números

Para o professor Luiz Novoa, o impacto social da construção dessa e das outras usinas é “mais exclusão social”. “Eles já falaram em 700 famílias, depois 900 e agora já está em 1100. E esse número é crescente, porque eles não fizeram estudos exaustivos da bacia e agora estão descobrindo que vão ter que alagar uma área maior”, argumenta o professor, que também questiona o valor das indenizações que estão sendo pagas. Segundo ele, cada família recebe uma indenização de R$ 1.500, quando na realidade o valor de mercado seria de R$ 4 mil a R$ 5 mil.

O problema


É que depois que as usinas estiverem instaladas, já era. O que alagar, alagou. Não vai ser possível fazer nenhuma correção, os consórcios talvez sejam multados e as usinas vão funcionar. O impacto ambiental e social vai ficar para Porto Velho.

Retirada

O Sintero enviou ofício no último dia 30 (terça-feira), ao presidente da Assembléia Legislativa, Neodi Oliveira, solicitando que fosse retirado da pauta o projeto de lei que, segundo o Sintero, discrimina os profissionais de educação através de gratificação. O Sintero não aceitou a proposta do governo de pagar R$ 200 de gratificação aos professores que estão em sala de aula.

Falando no Sintero

O Sintero de Ouro Preto do Oeste está sob intervenção desde novembro do ano passado. Em assembléia realizada em 27 de novembro, os filiados decidiram pela destituição da diretoria da Regional II do sindicato, que tinha a frente a professora Maurizia Alves. Em seu lugar assumiu João Ramão Zarate, de Porto Velho, como interventor. Alguns filiados do sindicato que preferiram não ter os nomes revelados, disseram que as irregularidades cometidas pela diretoria destituída são graves e vão desde a utilização do carro do sindicato para serviços particulares, passando por compras duvidosas até mesmo fortes indícios de desvios de dinheiro proveniente da contribuição que é descontado no contra cheque do filiado todo mês. As informações são de Alexandre Araújo, de Ouro Preto do Oeste.

Sem explicar

Até agora o Detran não explicou os motivos que levaram o órgão a alugar duas aeronaves, ao custo de R$ 390 mil.

Paternidade


Nasceu essa madrugada o filho do jornalista e mestre de cerimônias Lenilson Guedes. É o mais novo pai da cidade.

Dengue

Mais de 220 mil casos de dengue foram confirmados no Brasil, do início deste ano até 6 de março. O balanço parcial, divulgado pelo Ministério da Saúde, aponta ainda que as notificações da doença, em números absolutos, estão concentradas em sete estados: Rondônia, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Juntos, esses estados registraram , segundo o Ministério, o equivalente a 86,5% das 227.109 notificações em todo o país, no período. Nas nove primeiras semanas do ano passado foram registradas 131.872 notificações de dengue.

Por aqui

De acordo com o levantamento, mais de um terço (35,4%) das notificações de dengue se concentraram em seis municípios: Campo Grande, com 19.417 casos; Goiânia, com 28.445 casos; Aparecida de Goiânia (GO), com 5.027 casos; Rio Branco, com 10.368 casos; Porto Velho, com 5.656 casos; e Belo Horizonte, com 9.143 casos. Rondônia, Mato Grosso do Sul, Acre, Mato Grosso e Goiás registraram alta incidência da doença. Entre eles, os índices vão de 778,8 a 1.732 casos por 100 mil habitantes. O Ministério da Saúde considera baixa incidência até 100 casos por 100 mil habitantes, média de 101 a 300 casos e alta acima de 300 casos por 100 mil habitantes.

H1N1


Eu já falei sobre isso e vou repetir. A Anvisa e a prefeitura de Porto Velho deveriam estar controlando a chegada de passageiros vindos do Amazonas por barcos. Isso não está sendo feito, assim como não estão cuidando do porto de Guajará-MIrim. O fluxo de turistas e bolivianos é intenso naquela área.

Curso


O Centro de Estudo Judaico Kol-Ivry, está finalizando a formação da Turma de “Hebraico Básico” do semestre, em Rondônia: funcionará segundas e quartas de 19:30h às 21h, durante quatro semanas, a partir de 19 de abril. As aulas funcionaram no Centro de Porto Velho, Rondônia e terá como ministrante  Prof. José Elarrat. Objetivos: Ler em hebraico, conhecer as letras, suas características, sons, músicas hebraicas e frases básicas. Duração: 4 semanas com 2 aulas de uma hora e meia por semana. Material incluso: Livro Texto (“AlefBeitzando em Hebraico: Cartilha do Idioma Hebreu”), certificado e CD com músicas e fontes. Maiores detalhes poderão ser obtidos pelo telefone 8122-2555 ou cursos@kolivry.org.

Contatos
 
3229-8673, 9907-0701 ou alan.alex@gmail.com. Essas são as formas de contatar a coluna.
 
Na TV
 
O programa Painel Político é exibido de segunda a sexta-feira a partir do meio-dia com reprises às 7 horas, pelo Canal 38 – RBRTV.
 
Nas bancas
 
Folha de Rondônia, o maior jornal do Estado é parceiro da coluna e do programa Painel Político.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS