close

Governo do Estado capacita técnicos da saúde para intensificar combate à dengue

Governo do Estado capacita técnicos da saúde para intensificar combate à dengue

DA REDAÇÃO

6 de Janeiro de 2010 às 15:23

Governo do Estado capacita técnicos da saúde para intensificar combate à dengue

FOTO: (Divulgação)

As ações de combate à dengue são intensificadas em Rondônia com o Curso de Capacitação de Combate à Dengue, Manejo Clínico e Tratamento, iniciado na manhã desta quarta-feira (6), no auditório da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), em Porto Velho. O evento, que segue até a próxima sexta-feira (8), é ministrado das 8:00 às 17:00 horas, pelos assessores técnicos do Ministério da Saúde, Lúcia Alves, Jaqueline Martins e Carlos Melo, para diretores e assessores técnicos da área da saúde do Estado e municípios.
 
De acordo com o gerente de Epidemiologia da Agevisa, Marcos Ferreira, Rondônia contabiliza atualmente quase 20 mil casos da doença, 10 mil dos quais registrados de outubro de 2009 ao início de janeiro de 2010, e seis óbitos sob suspeita do tipo mais grave (dengue hemorrágica) que estão em processo de análise.
 
Cacoal decreta estado de emergência
 
Devido ao alto índice de casos em Cacoal, 1.858 até o último dia 1º, a Prefeitura decretou estado de emergência no município com vistas a diminuir a burocracia para contratação de médicos, enfermeiros, materiais necessários, equipamentos e leitos. Procedimento idêntico foi adotado no início de dezembro, por 120 dias, pela Prefeitura de Jaru, que lidera o ranking estadual com 2.442 ocorrências.
 
Marcos Ferreira ressaltou que o Estado tem adotado todas as medidas, por meio da Sesau/Agevisa, no sentido de diminuir os casos em todos os municípios, disponibilizando técnicos, inseticida, óleo vegetal para diluí-lo, carros de UBV (Fumacê), entre outros.
 
Medidas de combate ao mosquito
 
A secretária adjunta da Saúde Estadual, Débora Rodrigues, lembrou que a situação torna-se mais preocupante com a intensificação das chuvas nesta época do ano.
 
Ela também alertou a população para a necessidade de se atentar para os cuidados básicos que tendem a evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, como: manter suas casas, quintais e terrenos baldios livres de poças d’água, tanques de água descobertos, pneus, jarros, garrafas e outros utensílios que acumulem água. “Orientamos também para que as pessoas com sintoma da dengue busquem de imediato atendimento médico nas unidades básicas de saúde e evitem a automedicação para não correrem risco de agravar o quadro para o tipo hemorrágico”, disse a adjunta da Sesau.
 
Para auxiliar os técnicos do Estado no cumprimento do Programa Nacional de Combate à Dengue, o técnico do Ministério da Saúde, Carlos Melo, permanecerá em Rondônia até o próximo dia 15.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS