close
logorovivo2

Governo do Estado e Unicef preparam municípios para melhorar a vida de crianças e adolescentes

Os principais problemas que comprometem a dignidade das crianças e adolescentes em Rondônia podem acabar daqui a três anos.

DA REDAÇÃO

7 de Dezembro de 2009 às 16:25

Governo do Estado e Unicef preparam municípios para melhorar a vida de crianças e adolescentes

FOTO: (Divulgação)

Os principais problemas que comprometem a dignidade das crianças e adolescentes em Rondônia podem acabar daqui a três anos. Pelo menos, é essa a meta do Governo do Estado e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).
No último final de semana foi realizado, no Hotel Rondon, em Porto Velho, um treinamento para representantes dos 52 municípios rondonienses aprenderem como podem vencer os obstáculos diante desse desafio.
 
Realizado graças à mobilização e articulação da Secretaria de Assistência Social do Estado (Seas), com o apoio da primeira-dama do Estado, Ivone Cassol, o evento começou na noite de quinta-feira (3) e terminou ao meio dia do sábado (5). Cada cidade participou com a presença de um articulador indicado pelo seu prefeito e o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.
 
A proposta é preparar esses atores sociais para entenderem com mais propriedade os indicadores fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da criança e do adolescente. Ou seja, vão analisar os números de crianças menores de dois anos desnutridas, de escolas que atingiram ou ultrapassaram a meta do IDEB, anos iniciais; taxa de abandono no ensino fundamental, distorção idade série e paridade de gênero nos conselhos escolares.
 
Configuram ainda na lista dos indicadores avaliados, a taxa de mortalidade infantil, porcentagem de óbitos neonatais sobre total de óbitos infantis, incidência parasitária anual, número de domicílios com coleta de lixo, nível de participação do Conselho Municipal de Direito da Criança e Adolescente, taxa de mortalidade entre crianças e adolescentes de 10 a 19 anos, número de menores de um ano com registro civil do total de nascidos vivos, entre outros impactos sociais.
 
Esse processo começou a ser implantado no Estado pela presidente da União dos Voluntários do Estado de Rondônia ( Uveron), Val Ferreira. Ela foi nomeada para atuar como articuladora estadual pelo governador Ivo Cassol, que no início do ano assinou um compromisso com o Unicef. “Agora sob a coordenação da Seas, esse trabalho vai ser fortalecido”, declarou ela depois de repassar o comando das ações para a pasta. 
 
Segundo o coordenador do Escritório do Unicef em Manaus, Halim Antonio Girade, as cidades que conseguirem alcançar as metas estabelecidas pelo acordo receberão um certificado internacional. “Será entregue o Selo Unicef Município Aprovado”, informou ele, ressaltando que essa mesma agenda foi cumprida no semi-árido do Nordeste Brasileiro.
 
“Em Rondônia, só está sendo possível graças a vontade política do governador Ivo Cassol, bem como da participação da primeira-dama Ivone Cassol, dedicação da secretária da Seas Tânia Pires, e, principalmente, pela adesão dos prefeitos”, reconheceu Halim em seu discurso na solenidade de abertura. Mais dois treinamentos estão previstos, tendo em vista que o término do cronograma é 2012. “Até lá, esses municípios têm a chance de serem reconhecidos no mapa do Brasil como um lugar onde não há mais os fantasmas que “roubam” a infância e a amedrontam a adolescência”, finalizou o coordenador do Unicef em Manaus.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS