close
logorovivo2

Duas audiências públicas debatem ponte no Madeira essa semana

Duas audiências públicas debatem ponte no Madeira essa semana

DA REDAÇÃO

5 de Outubro de 2009 às 13:07

Duas audiências públicas debatem ponte no Madeira essa semana

FOTO: (Divulgação)

Dizendo-se favorável ao empreendimento, Oriane explica que, do jeito que está planejada, a ponte será motivo de preocupação para os futuros governantes e de tristeza e lamento à população. O motivo, segundo ele, será o enforcamento do trânsito e o aumento do fluxo de caminhões pesados em pleno centro da Capital, “o que certamente vai contribuir para aumentar o número de acidentes”.
 
Oriane reitera que, se construída como na proposta inicial, a ponte pode vir a se tornar uma nova “PEC da transposição”. “Temos um terrível hábito de correr atrás do erro. Se os governantes tivessem feito a coisa certa no momento em que o Estado deixou de ser território, como fez Roraima e Amapá, hoje não se precisaria de toda essa mobilização em Brasília. Com a ponte é a mesma coisa. É preciso fazer a coisa certa agora para que, no futuro, não seja preciso ficar tentando concertar um erro que, em minha opinião, é crasso”.
 
A opinião do presidente da Associação Comercial do Estado não é isolada. Líderes dos bairros Balsa, Nacional e São Sebastião I, vereadores e deputados estaduais lutam junto ao Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transporte (DNIT) para que o projeto da ponte seja revisto. “Uma revisão no projeto é de fundamental importância, até porque o Tribunal de Contas da União (TCU) embargou a obra antes mesmo de ela começar (o motivo são os altos preços. O TCU quer um novo orçamento)”.
 
Sérgio Augusto, representante do DNIT, não cede às críticas e afirma que a ponte deve ser feita onde está prevista a construção. “Primeiro que o local é área federal. Segundo que a mudança implicaria em mais atraso, porque deve ser feito novo estudo, novo projeto, podendo mudar inclusive valores”, disse. Sérgio Augusto, no entanto, reconhece que o local não é viável, e alega que não pode decidir sobre o assunto. “É tudo decidido em Brasília”.
 

Para que o assunto seja melhor discutido em Porto Velho, o vereador Cláudio da Padaria (PCdoB/RO) convocou audiência pública para as 15h da próxima quinta-feira (08), na Câmara Municipal. Nesta terça-feira, dia 06, a Assembléia Legislativa de Rondônia promove audiência pública para debater o assunto

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS