close
logorovivo2

Professores planejam greve nacional; RO está entre os Estados que não acataram novo piso

Professores planejam greve nacional; RO está entre os Estados que não acataram novo piso

DA REDAÇÃO

3 de Março de 2009 às 09:26

Professores planejam greve nacional; RO está entre os Estados que não acataram novo piso

FOTO: (Divulgação)

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) ameaça organizar uma greve, nos meses de abril e maio, para que o novo piso nacional dos professores seja adotado em todos os Estados, uma vez que algumas unidades da federação, como Rondônia, Rio Grande do Sul, Tocantins e Goiás, não acataram o novo valor aprovado pelo Congresso Nacional e em vigor desde o dia 1º de janeiro.

De acordo com o presidente da entidade, Roberto Franklin Leão, os professores de todo o país deveriam receber o mínimo de R$ 950. Os Estados estão alegando que o piso rompe o pacto federativo e que os novos benefícios acarretariam um custo adicional nos orçamentos, o que em muitos casos não procede, afirma Leão.

"Todos os nossos estudos provam que é possível aos Estados e municípios pagarem o valor do piso, inclusive com a jornada ali proposta, que é de 40 horas/aula por semana." O pagamento do piso está sendo ignorado pela maior parte dos municípios e Estados.

Governadores e prefeitos conseguiram uma liminar no Supremo Tribunal Federal (STF), no final de 2008, que autoriza o não reajuste dos salários até que uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) impetrada por eles seja analisada pela Corte.

"Não há nada de inconstitucional ou agressão a pacto federativo. O piso nacional é uma reivindicação histórica e legal", avalia Leão. Segundo o Leão, sindicatos dos professores em Estados como Sergipe, São Paulo e Rio Grande do Sul já marcaram assembleias para essa semana e vão discutir a greve. 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS