close
logorovivo2

Hospital privado de Ji-Paraná em parceria com prefeitura de Cacoal, implanta o Projeto Academia da Terceira Idade; disponibilizado a toda a comunidade gratuitamente

Hospital privado de Ji-Paraná em parceria com prefeitura de Cacoal, implanta o Projeto Academia da Terceira Idade; disponibilizado a toda a comunidade gratuitamente

DA REDAÇÃO

19 de Fevereiro de 2009 às 10:22

Hospital privado de Ji-Paraná em parceria com prefeitura de Cacoal, implanta o Projeto Academia da Terceira Idade; disponibilizado a toda a comunidade gratuitamente

FOTO: (Divulgação)

Para atender principalmente o grupo acima dos 60 anos, a Unimed Ji-Paraná, em parceria com a prefeitura de Cacoal, implantou o Projeto Academia da Terceira Idade (ATI). A primeira academia foi instalada na Praça Municipal de Cacoal. Ao todo, serão três em diferentes pontos da cidade, disponibilizadas a toda a comunidade gratuitamente.

Os equipamentos foram desenvolvidos para ambientes abertos com o objetivo de estimular o sistema nervoso central, além de fortalecer a musculatura, aumentar a capacidade cardiorrespiratória e a mobilidade das articulações, melhorando a flexibilidade e a coordenação motora. Além dos equipamentos, foram colocadas placas com orientações sobre alongamento e como utilizar cada aparelho.

De acordo com o diretor presidente da Unimed Ji-Paraná, Gilberto Domingues, as academias foram desenvolvidas para estimular a prática de exercícios físicos. “Os aparelhos também servem como estímulo para que as pessoas estejam mais dispostas nas atividades do dia-a-dia. Pessoas mais saudáveis ficam menos vulneráveis às doenças”, afirma. “A Unimed busca levar saúde para a população e, para isso, nada melhor do que ampliar a possibilidade da prática de atividades físicas”.

Cada unidade da ATI tem dez aparelhos, que fortalecem, relaxam, alongam, dão agilidade e promovem a flexibilidade da maioria dos músculos do corpo. Os movimentos dos aparelhos são gerados a partir da força e do peso da própria pessoa.

 

Orientação

Mas, apesar do acesso facilitado à prática de atividade física, algumas regras devem ser observadas antes de suar a camisa. De acordo com o educador físico do Espaço Vida Unimed, Pablo Braga Viana, quem frequenta a academia deve usar roupas leves, tênis adequado, ficar atento à hidratação antes, durante e depois da atividade, respeitar o próprio limite, além de fazer uma consulta com um médico para saber sua condição e possíveis limitações e procurar orientação de profissionais de Educação Física, para uma execução correta e segura dos exercícios. 

Inspiradas em um projeto semelhante existente na China, a primeira Academia da Terceira Idade foi implantada em Maringá (PR). Lá, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, entre as pessoas acima de 60 anos, já foi registrado a diminuição de 30% de consultas e 27% de solicitações de antiinflamatórios nos postos de saúde próximos às praças, onde foram instalados os aparelhos.

José Sobrinho, de 77 anos, é frequentador assíduo da ATI. “Gosto demais de me exercitar. O exercício me dá disposição, me relaxa e auxilia na respiração. É importante movimentar e nunca fui um sedentário. Mais jovem, joguei futebol de campo e de salão. Até participava de campeonatos amadores entre as empresas”. Depois de criar cinco filhos, ele curte os 15 netos e conta que, antes mesmo de chegar à praça, já se aqueceu: “É que vendi o carro e faço quase tudo a pé. Adoro caminhar, outro excelente exercício”. Uma bela lição a ser seguida por todas as idades.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS